Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa


Últimas postagens:

22-ago-2008

Perfis dos Imigrantes Japoneses 3

E finalizando a minha parte (20 ago - Perfis dos Imigrantes Japoneses):



No seu último parágrafo está escrito a resposta japonesa às bombas* que caíram em 1945:
"Um exemplo da influência do Bushido na cultura nipônica é a reconstrução do Japão após a Segunda Guerra Mundial.
"O prejuízo causado à população japonesa, após a Segunda Guerra Mundial, foi incrivelmente superado em pouco tempo. O país passou de nação derrotada à potência mundial em apenas 30 anos. Essa recuperação foi diretamente
influenciada pelo Bushido, conclui Jorge Kishikawa".

21-ago-2008

Perfis dos Imigrantes Japoneses 2

Na pág 130 do livro "Centenário da Imigração Japonesa no Brasil"(20-ago - Perfis dos Imigrantes Japoneses):



 

20-ago-2008

Perfis dos Imigrantes Japoneses

Recebo hoje um exemplar deste livro em minha mesa:

Centenário da Imigração Japonesa do Brasil


De editoria do Sr. Massao Ohno, contém nas suas 182 páginas, a história da imigração japonesa no Brasil com belíssimas fotos, uma análise econômica dos fatos que se seguiram à imigração, mensagens das prefeituras em que a colonização se deu de maneira mais intensa e, entre outros, a sessão "Perfis".

Assim está escrito:

Perfis


"Ex digito, gigas"*
Atuando praticamente em todas as áreas do convívio social e profissional, seria difícil destacar este ou aquele componente dos demais que fazem parte dos quase dois milhões de descendentes de japoneses que subsistem no Brasil.
Preferimos, nestes perfis a seguir apresentados, desenhar o conjunto pelas partes. Assim,(...)
O leitor verá, então, que o universo se completa e terá uma visão muito mais abrangente da aculturação do imigrante e descendentes ao meio sócio-cultural que o recebe. E que a troca de valores que se estabelece é benéfica a todos. (...)"


Fazer parte deste livro, ao lado de tantas personalidades de maior brilho, é para mim uma grande honra e só tenho a agradecer (novamente), a todos
os brasileiros e aos irmãos japoneses que aqui me acolheram.

*ex digito, gigas = pelo (tamanho do) dedo, o gigante

20-ago-2008

Mais que ouro

O monitor de Curitiba escreveu:

"No sábado último, dia 23 de Agosto, a Unidade Curitiba teve pela segunda vez este ano a visita do Sensei. Visita desta vez complementada pela presença do Coordenador Leo Kem, de Florianópolis, que ficou responsável por coordenar quase duas horas de Niten Ichi Ryu na unidade, sob a supervisão do Sensei.

Reforçando a importância de se agir com espírito guerreiro no cotidiano, o treino foi com certeza uma oportunidade muito especial para que todos, principalmente os monitores, pudessem prestar mais atenção nos detalhes que geralmente se deixam passar... Não por serem pequenos, e sim por serem fatos corriqueiros, que já passam despercebidos pelo espírito acomodado.

No treino de Niten Ichi Ryu, todos os alunos puderam aprimorar em muito sua parte técnica nos katas do Itto-Seiho (katas com a espada longa), além de poderem observar, através do senpai Kem e da orientação do Sensei, as dificuldades existentes, bem como a atenção e a energia necessária para coordenar o treino, além de ter de transmitir os conhecimentos de forma clara e objetiva.

Para os monitores, o treino ainda se estendeu ao longo da tarde, tempo dedicado especialmente ao aprimoramento técnico de cada modalidade. Dentre o Iaijutsu, o Jojutsu e mais katas do Niten Ichi Ryu, cobrados em seus mínimos detalhes, houve ainda a oportunidade de aprender e reforçar os katas do Jitte, até então uma novidade para alguns alunos, e observar de perto a eficiência dessa pequena arma contra uma longa e afiada espada de metal, bem como relembrar e aprimorar os katas do kumiai. Para coroar as longas e proveitosas horas de treinamento, houve o shiai de confraternização, arbitrado pelo Sensei, entre os alunos monitores de Curitiba e senpai Kem de Florianópolis!

Nos Momentos de Ouro, é passada a importância de se agir com espírito samurai na nossa batalha do dia-a-dia, também ficando para todos as lembranças do Sensei sobre sua busca, no outro lado do mundo, dos conhecimentos antigos sobre a Arte da Guerra. Conhecimentos e experiências que hoje formam um dos 'Pilares do Método KIR', e que são passados a todos os alunos nestes momentos que 'valem mais do que ouro'."

Somente os que estão sedentos em filosofia vão entender que os Momentos de Ouro valem mais que ouro...


Sensei treinando Jitte com os alunos de Curitiba

19-ago-2008

Não é bobo não!

Olhe esta foto e pense por um minuto o porquê de estarem apontando o dedo para o Otávio:


- Olha o bobo!- é o que você pensou?
Não. Não é nada disso.
- Assim não vale! - foi o que falaram.
Isto aconteceu num momento de festa, na "esportiva", depois que o pequeno Otávio venceu o Torneio (18 ago - Pequenos) com Nito (duas espadas).
Confira:

Iniciantes sem bogu:

Campeão - Victor H (Un. Faria Lima)
Vice-campeão - Henrique (Un. Faria Lima)
3° lugar - Caio (Un. Ana Rosa)
3° lugar - João Pedro (Un. Faria Lima)

5 a 7 anos

Campeão - Lucas (Un Ana Rosa)
Vice-campeão - Julia ( Un Ana Rosa)
3° lugar - Leonardo ( Un . Faria Lima)
3° lugar - Fabricio Hsu (Un Ana Rosa)

8 a 10 anos

Campeão - Marco Kinoshita ( Un Santos)
Vice-campeão - Vinícius Sato ( Un Faria Lima)
3° lugar - André Horiguti (Un Ana Rosa)
3° lugar - Luís Hikaru (Un Tatuape)

11 a 13 anos

Campeão - Otávio Saito (Un. Ana Rosa)
Vice-campeão - Ítalo (Un. Guaruhos)
3o lugar - Annanda Horiguti (Un An Rosa)
3o lugar - Yuri (Un Faria Lima)



Assim foi a final da categoria dos 11 aos 13 anos, que foi disputada entre o Otávio, com as duas espadas, e o Ítalo, que tentou a postura da árvore em primeira instância, e a do fogo em segunda. Não deu.

Mas tudo bem. Foi um belo combate que mostrou a todos os presentes que, para vencer, é imperativo conhecer bem todas as técnicas e posturas do kenjutsu.

Independente de adulto ou criança, o jeito é deixar de ser bobo desde cedo!

18-ago-2008

Pequenos

No sábado que se passou, os nossos pequenos arrancaram aplausos, gritos, suspiros e admiração.
Os pequenos samurais lutaram com coragem e determinação.
Meninos, meninas, grandes e pequenos.
Usaram de todas as suas técnicas: hasso, jodan e duas espadas.
Enfim, nos deram um dia que valeu a pena. Um dia de muita alegria.
Um dia em que todos vencemos!

15-ago-2008

Alegrias

Há 15 anos, quando fundei o Instituto Cultural Niten, nem passava pela minha cabeça que um dia, teríamos tantas alegrias.
O lema do Método KIR, seguido à risca até os dias de hoje, continua tendo o seu eco não somente em terras brasileiras, mas também na Argentina e no Chile:
"Recuperar o potencial humano através da espada e levar o melhor da filosofia samurai e cultura japonesa para brasileiros". Assim estava escrito nos nossos folhetos e cartazes, que diga-se de passagem, eram todos feitos a mão (e não no computador).
Alunos sérios, sedentos por filosofia e conhecimento compunham o Niten.
Hoje, vi que faltou visão de minha parte.
O mundo mudou. As pessoas mudaram. Além daqueles que citei, somaram-se outros, e que é para mim, motivo de alegria e esperança do Niten.
Ei-las: 

14-ago-2008

Juvenal e as crianças do Niten

Décimo Jônio Juvenal, em latim, Decimus Iunius Iuvenalis ou, simplesmente, Juvenal, foi um poeta romano do fim do primeiro século e começo do segundo. 

Foi autor do livro As Sátiras.

É com base em uma de suas máximas que tenho dado muita ênfase aqui no Niten com as crianças. Tanto é que neste sábado, aqui em São Paulo, vamos promover o Torneio do KIR Jovem, a ser realizado na Unidade Faria Lima.

Afinal, como diz Juvenal:
"A criança merece o máximo respeito".

13-ago-2008

Sensei em Brasília

Hoje o Sensei está no treino de Brasília, visitando a unidade.

Colocamos essa foto para relembrar a visita de Kaminoda Sensei* e comitiva ao Niten e à Brasília em 2005.

 
Kaminoda Sensei = Tsunemori Kaminoda Sensei, Principal autoridade no estilo Shindo Muso Ryu e presidente da Nihon Jodokai

12-ago-2008

Horror

Recebi agora há pouco o email de meu aluno Otávio, de Brasília, e transcrevo a você :

Agora há pouco li o café com sensei (11 ago - Bomba)a respeito do fatídico aniversário das bombas de hiroshima e nagasaki, e não pude deixar de lembrar que a cerca de 2 anos o Niten Brasília participou de um evento no qual foram expostas artes realizadas por diversos sobreviventes daqueles dias.

Até então minha relação com o fato era a mesma de todos os brasileiros, para os quais o único contato é por filmes e por livros de história. Com certeza nós também temos horror ao fato, mas ver o sentimento das pessoas estampadas nos papéis, com fotos e relatos sobre os sobreviventes tem outro tipo de impacto, algo mais profundo, acredito que marca nossa alma.

Este ano, me recordo que a única menção que vi a respeito das datas foi uma reportagem no Jornal da Globo, se não me engano. Foi algo em tornode 15 segundos, citando a data e mostrando algumas cenas da cerimônia realizada no porto de Nagazaki. Me recordo, pois me surpreendi com a reportagem, pois geralmente sempre lembram de Hiroshima, que foi a primeira a sofrer tão grande agressão. No mesmo momento me lembrei do evento, das artes, dos relatos e das fotos...

Como sou católico, realizei minhas orações também para todos os que sofreram e sofrem as conseqüências deste tão hediondo ato. Hoje, com certeza, irei orar novamente por eles.

Domo arigato, Sensei.


Otávio, o Jornal da Globo fez o papel que nem as mídias japonesas fizeram.
E fico contente, que você não ficou chateado...

foto: vítima da bomba atômica de Nagasaki

vítima da bomba atômica de Nagasaki




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h