TREINAR
KENJUTSU
EM CASA
Todos os treinos presenciais do Instituto Niten estão suspensos em virtude do Covid-19.
Mas para distribuir a chama da Espada criamos a página "KENJUTSU EM CASA PARA TODOS".
Nela todos podem encontrar material para treinar em casa e trechos dos Momentos de Ouro do Sensei Jorge Kishikawa.
Vamos manter a energia do Corpo, Mente e Espírito em movimento!
Café com o Sensei Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa




Tag  kenjutsu        Retornar para últimas postagens

    02-jun-2010

    Sobre o Hyoho Niten Ichi Ryu 1

    O Hyoho Niten Ichi Ryu é o estilo de kenjutsu desenvolvido por Miyamoto Musashi através de sua grande experiência nos mais de 60 duelos que lutou sem jamais ser derrotado e a profunda percepção da vida que conseguiu. Em japonês, significa “Estilo de Dois Céus como Um", uma referência direta às famosas técnicas de duas espadas do estilo.
    O mestre Yoshimochi Kiyoshi é o 12º Soke, sucessor, do Hyoho Niten Ichi Ryu Seito. Seito significa “tradicional”. Foi reconhecido como Soke pela Federação de Kendo do Japão em cerimônia realizada no Templo de Oita ao receber o bokuto, a espada de carvalho vermelho que se acredita pertencer a Miyamoto Musashi. Na cerimônia, foram feitas várias apresentações dos katas do estilo. Neste evento, mestre Yoshimochi Kiyoshi deixou claro a sua vontade em transmitir as gerações futuras o verdadeiro legado do estilo.Ou seja, sem deturpações

     


    Miyamoto Musashi (1584-1645)

    Tags: Musashi, Niten Ichi Ryu, Kenjutsu,
    06-mai-2010

    Kenjutsu - Do Tsuki

    Tags: Kenjutsu, Luta, Golpe, Video,
    13-abr-2010

    O 12° Sucessor do Niten Ichi Ryu Kenjutsu 2

    Matéria do Asahi Shimbun (Jornal Asahi ) publicada em 20 de janeiro de 2010

     



    CERIMÔNIA DE SUCESSÃO DO ESTILO DE MIYAMOTO MUSASHI



    Sr Yoshimoti de Oita detem as técnicas do Nito Ryu sucessão do 12° soke (sucessor) do estilo Niten ichi Ryu, fundada pelo espadachim Miyamoto Musashi.
    Por muitos anos, os soke eram da região de Kumamoto, onde residiu Musashi, mas há 40 anos os sokes tem difundido a partir de região de Oita.( O 12° Sucessor do Niten Ichi Ryu Kenjutsu 1 - Café com Sensei de 12 abril de 2010 )
    O sucessor é o Sr. Yoshimoti Kiyoshi (61 anos). Desde criança recebeu os ensinamentos do Niten ichi Ryu de seu pai e atualmente conta com mais de 15 alunos em sua cidade. É 4° dan de kendo e 7° dan em Iaido.
    A Cerimônia foi realizada pela Federação de Kendo em frente a Pedra da Tradição, onde se encontram esculpidos os nomes dos sucessores. Foi em frente a Pedra da Tradição, também, que foi entregue a Espada de Carvalho Vermelho, dita a preferida de Musashi pelas mãos do presidente de federação Nugaku Yoshitoshi. O prefeito de Usa, Konaga Shuji, que esteve na Cerimônia, revelou :
    -A importância desta Cerimônia reside no fato de que é importante a transmissão desta tradição para servir de base para a educação dos jovens.
    Por outro lado, as palavras do Sr. Yoshimoti foram:
    - Pretendo transmitir estes ensinamentos de forma sólida para as gerações posteriores.
    Após o seu discurso, demonstrou os famosos katas de Nito Ryu de Musashi. (foto)
    Segundo o Sr. Yoshimoti, durante a 2ª guerra, um praticante de Oita (que viria a ser o 9° soke) conheceu o 8º soke em Taiwan ingressando no estilo. Após a guerra, voltou ao Japão e em 1967 tornou-se então o 9° soke, sendo este o motivo pelo qual a sucessão continuou a partir desta região.

    Tags: Kenjutsu, Niten Ichi Ryu, Musashi,
    06-abr-2010

    Kenjutsu - Kodachi Ude

    Tags: Video, Kenjutsu, Luta, Golpe,
    26-mar-2010

    Kenjutsu - Nito Uchikote

    Tags: Kenjutsu, Golpe, Luta, Video,
    26-mar-2010

    Kenjutsu - Nito Gedan

    Tags: Luta, Golpe, Kenjutsu, Video,
    24-mar-2010

    Kenjutsu como arte 2

    Em uma abordagem mais refinada, o kenjutsu é a forma mais poética de se estudar as várias formas de “escrever” com a “pena”, espada. Todo o conhecimento das centenas de estilos e posturas antigos de combate que possuem até 700 anos de história chegou aos nossos dias graças aos esforços de gerações de mestres e discípulos responsáveis por transmiti-los da mesma maneira. Isso garante um contato direto com a tradição guerreira dos samurais e a preservação dos estilos e da própria história e cultura japonesa. Essa preservação também foi favorecida pelo isolamento provocado pelo próprio sistema Feudal do Japão, pois não permitia uma ampla divulgação dos estilos. 

    Um outro objetivo da “arte da espada”, além de compreender ela mesma, é o de compreender a sua estratégia, ou seja, qual é a melhor maneira de combate com a espada. Existem centenas de estilos de combate e de posturas. Cada um possui pelo menos 10 a 20 movimentos, os katas. Cada kata carrega em si uma essência que, quando descoberta, se compreende a arte e a estratégia da espada. Esse conhecimento é adquirido após um intenso treinamento com a “pena”, espada. Podemos dividi-lo em três planos: técnico, estratégico e espiritual. Enquanto estamos no plano técnico, os movimentos não se encaixam direito; depois, no estratégico, já existe uma maior confiança na execução dos movimentos e do momento de atacar e, por fim, o espiritual é o plano que transcende os outros dois, pois há a descoberta da essência, gokui, do movimento pelo praticante após um intenso treinamento. Com isso, a arte e a estratégia da espada lhe são reveladas.
     


    "O 12º soke (mestre sucessor) do estilo Seito* Hyoho Niten Ichi Ryu Kenjutsu, Yoshimoti Kiyoshi executando o kata de Miyamoto Musashi (1584~1645)


    *seito = ortodoxo, correto, tradicional

    Tags: Kenjutsu,
    22-mar-2010

    Kenjutsu como arte 1

    A poesia é a “arte de escrever versos”. Para escrever uma bela poesia, é necessário conhecer os estilos de escrita dos grandes poetas do passado por meio da leitura intensa de seus textos e conhecer a gramática por meio do estudo da língua do passado que deu origem ao português, o latim, pois, a partir dela, se compreende melhor toda a estrutura gramatical e se amplia o vocabulário. Com isso em mente, o aspirante à poeta estará bem preparado para pegar a “pena”, caneta, e começar a “escrever”, praticar, com o objetivo de criar uma poesia refinada, alcançar a perfeição estética e criar novos estilos.

    Desse ponto de vista, o kenjutsu também é uma forma de arte e podemos aproxima-lo à poesia. Se a poesia é a “arte de escrever versos”, o kenjutsu é a “arte da espada”; se, para ser um bom poeta, é necessário conhecer os estilos literários antigos e a origem da língua portuguesa, para ser um bom espadachim é necessário conhecer os estilos antigos de combate dos samurais; e, em ambas, há uma busca pela compreensão da arte por meio de um intenso estudo e pela criação de novos estilos poéticos no caso da poesia e de novos estilos e posturas de combate no caso do kenjutsu e, com isso, se gera conhecimento.
     




    Tags: Kenjutsu,



    topo

    +55 11 94294-8956
    contato@niten.org.br