TREINAR
KENJUTSU
EM CASA
Todos os treinos presenciais do Instituto Niten estão suspensos em virtude do Covid-19.
Mas para distribuir a chama da Espada criamos a página "KENJUTSU EM CASA PARA TODOS".
Nela todos podem encontrar material para treinar em casa e trechos dos Momentos de Ouro do Sensei Jorge Kishikawa.
Vamos manter a energia do Corpo, Mente e Espírito em movimento!
Café com o Sensei Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa




Retornar para últimas postagens

    30-set-2011

    O Resgate 8 - Diferenças do Kenjutsu e do Kendo 5

     


    Esta última imagem (Cs 26/set - O Resgate 4 - Diferenças doKenjutsu e do Kendo)  fala sobre a posição (kamae) a ser adotada pelos combatentes. Os dois combatentes estão com a ponta de suas espadas voltadas para trás, conhecida como a posição de waki, sha, in ou outras denominações, dependendo da escola.
    Apesar de ser uma posição um tanto inimaginável aos olhos de quem não está habituado a ver combates samurais,  diz-se  que foi com essa que  Miyamoto Musashi derrotou seu adversário Sasaki Kojiro. Desta posição, emergem golpes ascendentes, muitas vezes sobre os flancos do oponente.


    Enquanto que no Kendo, a posição é uma só, com a ponta apontada sobre a garganta do oponente, no Kenjutsu há dezenas de posições a serem aprendidas. Há dois motivos que explicam o por quê de se utilizar apenas a posição com a ponta na garganta no Kendo:

    A primeira remonta no período pós-guerra (1945), quando o HQ americano proíbe qualquer prática marcial por considerar subversiva. Esta proibição dura quase uma década, quando então encaminhou-se uma proposta de se criar uma modalidade de esgrima (semelhante a europeia, mas com as duas mãos sobre o cabo), obviamente com a conotação puramente esportiva.

    A segunda por que escolas como Onoha Ito ryu , cujos katas se originam desta posição , influenciaram (e influenciam) em muito seus dirigentes.

    O Kenjutsu, por outro lado, tem como objetivo , no tocante as posições, buscar as respostas para as vantagens e desvantagens de cada uma delas.

    Em termos estratégicos, podemos dizer que se adota uma posição (kamae) tendo em vista uma determinada intenção. O prazer em se treinar o Kenjutsu reside aí: conhecer as intenções de cada posição e adequar se a ela conforme os preceitos lógicos da estratégia. Enquanto se vai conhecendo e experimentando as táticas e estratégias a serem adotadas, vamos de encontro as conclusões que pouco a pouco vão desmistificando as lendas , suposições ou "achismos" sobre os combates com a espada samurai.

    É conhecer a história com o próprio corpo.




    topo

    +55 11 94294-8956
    contato@niten.org.br