TREINAR
KENJUTSU
EM CASA
Todos os treinos presenciais do Instituto Niten estão suspensos em virtude do Covid-19.
Mas para distribuir a chama da Espada criamos a página "KENJUTSU EM CASA PARA TODOS".
Nela todos podem encontrar material para treinar em casa e trechos dos Momentos de Ouro do Sensei Jorge Kishikawa.
Vamos manter a energia do Corpo, Mente e Espírito em movimento!
Café com o Sensei Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa




Retornar para últimas postagens

    29-nov-2013

    Presentão no Gashuku

    No combate com espadas, a movimentação livre dos pés e das mãos é o fator decisivo em momentos que ir para a frente ou para trás não faz diferença.
    E o treinamento constante aliado ao descobrimento de novas técnicas (leia-se opções) faz com que cheguemos mais próximos da vitória.
    Acompanhe o raciocínio: Katas novos>Opções novas>Técnicas novas>Sucesso.
    No Gashuku de final de ano, os presentes acabarão por descobrir técnicas novas. Tanto nas quadras como no convívio nos dois dias.
    Mais do que isso. Vou dizer um segredo a todo aquele que precisa fechar o ano repleto de ensinamentos : semana que vem vou levar um ¨presentão¨de Papai Noel que só daqui a 10 anos...
    Pelo seu bem e, de coração, digo a você:
    -Venha. 




    Presentão

    27-nov-2013

    Conta Corrente

    A necessidade de se manter informado com tudo o que acontece a sua volta é de grande importância ao investidor ou todo aquele que se preocupa com os seus bens.
    Queda ou baixa, prejuízo ou lucro, ganhar ou perder. Tudo faz parte do jogo. Algo que esta fora da alçada de nossas próprias mãos, nossas próprias espadas.
    No entanto, há algo que podemos fazer: nos manter mais informados ainda.
    Mas não é sobre a pauta de investimentos ou palavras fáceis de ¨gurus empresariais¨.
    Um dos ¨caminhos das pedras¨ é o Momentos de Ouro, onde falo de assuntos secretos e que vão fazer a diferença para nos mantermos mais ¨informados¨.

    Este Caminho das Pedras tem enriquecido (em todos os sentidos) os meus alunos por 20 anos.
    Se não fosse por isto, não haveria razão de estar neste vídeo e, não a toa, tem o nome de ¨Momentos de Ouro¨.


    Pense bem sobre isto.



    22-nov-2013

    20Anos - Yoshimochi Sensei


    Sempre fui fã de Musashi Sensei.
    Aos 15 já empunhava duas espadas (Nito) e aos 18 fui campeão paulistano de kendo com as duas espadas na categoria máxima.
    Na época,
    não com o Nito verdadeiro, mas o gyaku(invertido) Nito. Explico: no kendo, quando fui campeão, os raros praticantes de Nito (gyaku nito) seguravam a espada menor na mão direita e a espada longa era empunhada com a mão esquerda (e na ponta do cabo para ter maior alcance), formas inexistentes no verdadeiro uso das duas espadas Nito.
    Além da parte técnica , Musashi Sensei viria a ser um dos meus ídolos desde a minha adolescência também pela sua forma de agir e de pensar.
    Um misto de ousadia, liberdade e obstinação, ao meu ver, virtudes que deve ter um grande homem e guerreiro, eram as características de Musashi Sensei e por quem fui muito influenciado. Enfim, para mim, um mestre da vida.
    Receber as palavras de seu sucessor, soke Yoshimochi Kiyoshi, após 500 anos, é como depois de 45 anos de meu treinamento, ser presenteado com uma grande dádiva:
    -Meus esforcos não foram em vão. O Caminho é este! - penso sem arrependimento.
    E agora, a única forma de ser útil ao meu mestre, Musashi Sensei, é perpetuar os seus ensinamentos.





    As palavras de Musashi Sensei ecoam na voz de Yoshimochi Kiyoshi Soke
    12º Sucessor do estilo Hyoho Niten Ichi Ryu criado por Musashi Sensei


    19-nov-2013

    20Anos - Demonstração 12

    ¨Criança tem que fazer o que gosta.¨- alguns irão torcer o nariz com esta opinião, pois acham que devemos impor a elas o que fazer.
    Por exemplo na forma de lutar.
    Que devemos coibir e impedir a vontade delas em sonhar e brincar no treinamento com a espada: que elas devem apenas treinar com a espada apontada ao adversário. Postura chamada Tchudan. Que não é permitido sonhar (brincar menos ainda) com outras posturas.
    ¨Brincar¨?!!! - aqueles mesmos torcerão o nariz e ainda estupefatos. Pois acham que o treinamento deve ser sério. Duro.
    Então eu direi:
    - As crianças devem brincar, sonhar e lutar. Não fazer isso vai contra a sua natureza.
    Nada de competição, seriedade e dureza. Por que disto, o mundo por aí fora está cheio e um dia elas vão ter que enfrentar quando crescerem.
    Duas espadas, espada menor ou Naginata (alabarda). Tanto faz. O importante é que elas crescam felizes e saudaveis, ora!




    Demonstração do Kir Jovem usando duas espadas e outras posturas


    18-nov-2013

    20 Anos - Demonstração 11

    Kusarigama.
    Conhecida como a `foice e corrente´, esta arma requer habilidades manuais que vão além do cortar ou estocar. E uma delas é a pontaria.
    Conta-se que mestre Shimizu Takaji, nos anos 70, mostrou o arremesso do ¨fundou¨ * para um repórter. Este, achou que o alvo estava perto demais o que tiraria o mérito do êxito.
    O mestre então se afastou mais alguns metros e atirou. Mesmo assim , o repórter não se convencia.
    Por fim, esticou toda a corrente até o alvo e perguntou se assim poderia ser. O repórter então, se deu por satisfeito e pediu que começasse a arremessar. Uma, duas, três e foi assim até dez vezes.
    Todas elas acertaram o alvo em cheio.
    O repórter pediu desculpas e não disse mais nem uma palavra...


    *fundou = peso de ferro na extremidade da corrente

    20 Anos - Apresentação Kusarigama - Chiarella e Brandolin



    14-nov-2013

    20 Anos - Demonstração 10


    Tenshin Shoden Katori Shintoryu

    13-nov-2013

    20Anos - Demonstração 9


    Está aqui uma das modalidades que se pratica no Niten e que se aplica indiretamente "e até direta" o que popularmente chamamos de "defesa pessoal": o Jitte.
    Comparada a espada, é de tamanho significativamente menor, como se estivéssemos quase que de "mãos vazias", ou o "Karate".
    Na realidade, apesar de ser pequeno, o Jitte, nas mãos habeis de um Samurai, pode fazer muito mais estrago do que se imagina, não sendo a toa a sua tradução de Ju (dez) e Te (mãos), ou seja, uma arma que vale por "dez mãos".
    Muitas das técnicas que fiz em Volta Redonda (2009), para o quadro de seguranças da CSN (Companhia Siderurgica Nacional) foram de Jitte, para você ter idéia do que estou falando.
    E ai de você, se for golpeado com um Jitte...




    Apresentação de Jitte Alessandro e Drawin unidade BH


    12-nov-2013

    O Globo e o Gashuku

    Oportuna a matéria que fala sobre os benefícios de estar em contato com a natureza e que está no final deste Café.
    Tarde para divulgar, apesar de meus avisos (bem antes de 2004, no lançamento do meu livro Shin Hagakure) de que estas "tecnologias" não trazem benefício algum, bem como ficarmos só debruçados o dia todo para "estudarmos" para passar no vestibular.
    São poucos os que acreditam e só depois de surgirem os primeiros sintomas, acordam para a verdade (alguns nunca acordam).
    Já vamos para a nossa enésima edição fazer o nosso habitual Gashuku no meio da mata e ao ar livre para exercitarmos e fortalecermos a nossa energia vital.
    Se você preza pela sua vida, não espere mais nem um minuto, pois a cada minuto mal aproveitado o dano é fatal.

















    O Globo - Ciência
    Publicado: 12/11/13 - 6h20

    Menos computadores, mais brincadeiras ao ar livre

    Preocupada com o sedentarismo das novas gerações, Inglaterra lança campanha nacional para convencer as crianças a passarem mais tempo em contato com a natureza


    Pausa selvagem: ‘The Wild Network’ quer pelo menos meia hora por dia de brincadeiras na natureza Latinstock

    RIO - A maior iniciativa já realizada na Inglaterra para reaproximar as crianças da natureza. Assim pode ser definido o ambicioso projeto da “The Wild Network”, uma colaboração que reúne 400 organizações, entre escolas, grupos de escoteiros, empresas, ativistas e ambientalistas. Todos em torno do mesmo objetivo: convidar as crianças a trocar as telas do computador e da TV por brincadeiras ao ar livre.

    Lançada no mês passado, a campanha estimula a adoção de atividades tradicionais, mas cada vez menos praticadas pelas novas gerações, como acampamentos.

    - A trágica verdade é que bastou apenas uma geração para que as crianças perdessem o contato com a natureza e o ar livre - disse à “BBC” Andy Simpson, presidente da associação. - O tempo que se gasta ao ar livre está diminuindo cada vez mais, as brincadeiras estão em declínio e a habilidade de identificar as espécies foi perdida.

    Pais também contribuem

    Para as autoridades inglesas, sobram evidências sobre os efeitos negativos de uma infância sedentária. Um relatório do National Trust (organização dedicada a preservar as riquezas culturais e ambientais do país) indica que o “déficit de natureza” é “dramático” para a saúde e a educação delas. Segundo a associação, o tráfego cada vez mais intenso e a atração por telas digitais são fatores decisivos. Mas o nível de estresse e ansiedade dos próprios pais também contribuem. Há indícios de que este déficit seria pior no Reino Unido do que em outros países europeus, explicando assim os baixíssimos índices das crianças britânicas em pesquisas de satisfação.

    “Isso está mudando a maneira como as crianças crescem e veem o mundo”, escreveu o naturalista Stephen Moss, um dos autores do relatório do National Trust.

    A distância percorrida pelas crianças em brincadeiras fora de casa diminuiu 90% em 30 anos, e o tempo gasto teve uma queda de 50% em apenas uma geração. Por outro lado, estudos nos últimos anos mostram que o tempo na natureza aumenta a felicidade, saúde e qualidade de vida dos seres humanos. Nesse caso, as gerações futuras têm tudo para se tornarem adultos ainda mais sedentários - e insatisfeitos - que os de hoje.

    Para a “The Wild Network” bastariam 30 minutos diários de brincadeiras para os menores de 12 anos aumentarem seus níveis de aptidão física e melhorarem seu bem-estar. É o que eles chamam de “pausa selvagem”. A campanha foi lançada junto com um documentário, que conta a história de um pai preocupado que as horas de vigília de seus filhos estão sendo “dominadas por uma cacofonia de marketing, e uma dependência por computadores que ameaça transformá-los em zumbis”.


    http://oglobo.globo.com/ciencia/revista-amanha/menos-computadores-mais-brincadeiras-ao-ar-livre-10747916

    11-nov-2013

    20Anos - Feras 8

    Neste combate, temos bem nítida a leveza e o quase evidente "bem a vontade" de Danilo.
    Percebe-se que ele está confiante em utilizar qualquer arma e qualquer postura, embasado na estratégia, mais diretamente ligado a versatilidade.
    Em estratégia, a estatística nos mostra que, quanto mais adotarmos uma forma rígida, mais damos oportunidades ao oponente que for versátil.
    Uma das maiores derrotas que um general pode sofrer advém principalmente de sua forma rígida de agir... A batalha de Stalingrado nos mostrou isto.



    Danilo (Campinas) X Drawin (BH)

    06-nov-2013

    Gashuku em Brasília

    A proposta de injetar conhecimento e sugar o suor dos alunos no Centro Oeste concretizou-se neste ultimo fim de semana.
    Cada um deles teve o seu ¨aperto¨ para dar mais um passo a frente ao conhecimento, além de, segundo meus cálculos, terem perdido pelo menos 5000 calorias.
    Brasília, Goiânia, Campinas, São Paulo, Santos e até a Argentina marcaram a sua presença.
    Centro Oeste está crescendo e futuramente terá grandes ¨Feras¨ se seguir neste ritmo:


    ¨Esse Gashuku foi realmente uma grande surpresa, não esperava o retorno do Sensei tão cedo, pois tivemos o Gashuku de 10 anos da Unidade Brasília apenas 4 meses atrás.
    ...
    O domingo não só começou cedo, mas também começou muito forte! Foram 3 horas de Kenjutsu Combate, onde o Sensei observou um por um. E fez correções individuais!




    "Sensei observou um por um"



    ¨E fez correções individuais¨

    ... em seguida tivemos uma pequena pausa para o almoço, e depois começamos o Niten Ichi Ryu, e novamente muitas correções, 1 hora de treino para "apenas" 1 kata. Tive tempo de perceber a quantidade de informação que existe dentro de só um kata...



    ¨muita informação em um único kata¨


    No Hiden Tameshigiri (treino do corte), é interessante perceber como as coisas se completam, Kenjutsu, Iaijutsu (técnica de desembainhar espada) e Tameshigiri, é como se fossem etapas de uma única sequência, primeiro a movimentação do corpo, percepção do momento certo durante o combate, em seguida a movimentação perfeita da lâmina, e por fim o objetivo da lâmina, o corte, uma coisa não existe sem a outra, e um guerreiro não é eficiente sem a completa execução de cada etapa.



    "fantástico¨


    O treino de Iaijutsu foi fantástico! Novamente muitos detalhes para trabalhar, e uma outra grande novidade o "shiai (duelo) com o Sensei", a experiência de combate mais real que já senti. Sensei parado tranquilamente na minha frente, sem demonstrar qualquer sentimento, serenidade... E em um piscar de olhos, só dá pra escutar o barulho, e sentir o contato da sua espada na nossa pele.


    ¨shiai¨com o Sensei


    Naquele microsegundo a única coisa que passou pela minha cabeça foi: "o que aconteceu? Acho que morri". Fiquei me perguntando o que deveria passar na cabeça de um samurai 700 anos atrás... Talvez se tivesse tempo de entender o ocorrido, pensaria "Não fui bom o suficiente..." Sorte que hoje em dia não pagamos com a nossa vida, e temos a oportunidade de melhorar.

    Das 3 sequências do shiai com o Sensei, consegui defender a primeira, onde o corte vem de cima, porém em questão de segundos o Sensei virou a espada e fez um segundo corte na direção da barriga: adaptação. E refletindo mais tarde cheguei à conclusão que para se adaptar tão rápido, além é claro dos anos de treinamento duro, precisamos também ter calma e serenidade no combate, tentar harmonizar com o ambiente, perceber todas as coisas em volta, ou seja, entender que "tudo é da sua conta".


    ¨pegando os detalhes¨



    Em seguida mais 1 hora de Jojutsu (técnicas com o bastão), dessa vez com a supervisão do Senpai Danilo, já que o Sensei ficou com o pessoal que já tem omote 1 (técnicas avançadas), também uma hora muito proveitosa, mantive em mente "pegue os detalhes", apesar do cansaço quase tomar conta do meu corpo.




    Naginata



    Para finalizar a parte do treinamento ainda teve um treino para arbitragem dos mais graduados.



    ¨treino de arbitragem¨


    Apesar do treinamento físico ter acabado, o Gashuku não estava no fim, ainda tivemos muito o que aprender no jantar pós-Gashuku, trocar experiências, não só com os mais antigos, mas também com os mais novos e pessoas de outros locais de treino.








    Agora a missão é continuar com a energia! Colocar tudo em prática! Tirar vícios, arrumar posturas, melhorar o sentimento! Convivência, muitos katas do Bushido. Realmente, é um Caminho sem fim, e quando penso nos meus 4 anos de treino, volto a me sentir como um bebê tentando se levantar e dar os primeiros passos, se apoiando às coisas a sua volta.

    Arigatou gozaimashita Sensei, pela disposição de voltar à Unidade, sempre que o Sensei vem, somos brindados com uma chuva de aprendizado."  
    - Mauro (Unidade Brasilia)


     
    ¨Arigatou gozaimashita¨ 




    topo

    +55 11 94294-8956
    contato@niten.org.br