Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa


Últimas postagens:

06-dez-2013

20Anos - Shimamura Sensei


Estamos chegando ao final do ano em que se comemora os 20 anos da fundação do Instituto Niten.
Não teríamos chegado até aqui, se não fosse o apoio e compreensão de grandes mestres em relação ao nosso trabalho. Inédito e inovador, mas embasado no fruto de pesquisa profunda dos katas de tradição e aplicados na prática: o Kenjutsu combate.
O mestre que você verá a seguir utilizou os katas antigos em uma demonstração contra um 8° dan de kendo no campeonato mundial em Kyoto em 1997. O seu oponente praticamente não conseguiu reagir a nenhum de seus golpes, além de tomar golpes certeiros (e invisíveis!) durante praticamente os 3 minutos que ocorreram, e isto não foi a primeira vez durante as suas décadas de treinamento.
O video que você irá ver não é do embate que se realizou, mas ilustra o pensamento e sentimento deste grande mestre em relação à prática do verdadeiro Budo (Caminho do Samurai):





05-dez-2013

Hidensho 41 - 7 golpes

As palavras deste aluno explanam bem do que se trata e como funciona o Hidensho.
Ao ver o café anterior, percebi que alguns se equivocaram ao ver o vídeo (CS - Hidesnho 40 - Hidensho e Tyson 03-dez-13) .
Tyson bate consecutivamente o seu adversário e vence o adversário. É claro que se pode fazer o mesmo com a espada, batendo consecutivamente em vários pontos, mas não é isto.
O Hidensho contém verbetes que falam sobre atacar o adversário e vencer uma, duas e sucessivamente até chegar a dez vitórias, pelo menos, de forma consecutiva.
Leia:







Acervo do Sensei


"Hoje, no treino da manhã ocorreu algo especial.
Sensei estava lutando de Nito (duas espadas) e quando cruzamos espadas ouvi:
“Ippon” (valendo 01 ponto)
Nós não mais estaríamos lutando consecutivamente, cada cruzar de espadas é um combate de vida ou morte, normalmente depois do golpe se faz ippomigui (todos alunos trocam de duplas) e tem de se esperar uma volta toda para cruzar espadas novamente com o Sensei.
Mas dessa vez foram 7 golpes. 7 únicos golpes, consecutivos e diferentes.
2 golpes de jodan nito (espada maior ao alto)
1 de chudan nito (espada maior e menor no meio)
1 de waki nito (espada maior no flanco)
1 de gedan nito (espada maior e menor ao chão)
1 do “Kamae do Divino”. espada menor para baixo, maior acima da cabeça
1 de Nito com as duas espadas paralelas, apontadas para cima e à frente do rosto.
Todas as lutas terminaram com um único golpe do Sensei.
No último café o Sensei escreve sobre o Shingi Hidensho (o manuscrito sobre segredos da técnica e espirito), a busca para a invencibilidade e como desferir pelo menos 10 golpes sobre o mesmo adversário.
É impressionante lutar com o Sensei pois a todo momento parece que existe algo além daquilo que os olhos podem ver.
Depois que o Sensei acertou o primeiro golpe, eu disse a mim mesmo que não levaria outro golpe parecido. Mas não adianta, por mais atento que se esteja, outro golpe entra, e depois outro…
De certo existe algo mágico por trás desse manuscrito. Frente ao Hidensho, nós, discípulos, só podemos nos esforçar ao máximo para quebrar a sequência de ippons aplicados pelo Sensei. Não existe nem um segundo para piscar os olhos, e espero, que de olhos bem atentos, nós possamos aprender algo também depois de tantos golpes infalíveis."

Meloni (unidade Ana Rosa)





03-dez-2013

Hidensho 40 - Hidensho e Tyson

Estava eu tomando um café no aeroporto e fazendo algumas anotações. Tudo em kanji. Em japonês.
Dividia um pequeno espaço com um jovem executivo (pela maneira de se vestir, suponho) e, como estava com o meu samue habitual (kimono para se usar em momentos que não estou praticando), despertei sua atenção.
- Posso saber o que o senhor luta? - me abordou.
- Kenjutsu, arte da espada dos samurais. - achei que com esta resposta o executivo já se daria por satisfeito.
Mas, não. Tive que trocar algumas palavras sobre os locais de treino, livros, etc e continuei escrevendo minhas anotações.
Tentei. Mas não consegui:
- Desculpe interromper, mas me parece que o senhor está escrevendo algo muito importante - insistiu ele e num tom sério.
- Ah, sim. Mas, como sabe? - perguntei-lhe, pois havia apenas letras em japonês e não imaginei que alguém que não fosse oriental pudesse adivinhar.
- Imaginei que sim, pois o senhor me parece estar bem compenetrado - observou.
- Escrevo descobertas para se tornar imbatível no combate. - expliquei.
- Como assim? - para meu azar, perguntou agora mais curioso.
- Trata se de um manuscrito que denominei de Shingi Hidensho, segredos da técnica e da mente para golpear o seu adversário pelo menos 10 vezes consecutivamente.
- Uau! Isto é muito interessante. O senhor deve ser um grande mestre, então! Poderia me explicar um pouco como funciona?
- Não, não. Ainda estou descobrindo. E, se sou ou não um grande mestre, o mundo é que vai dizer.
Deixei então as minhas anotações e tentei explicar (já que negar seria uma indelicadeza):
- Não sei se conseguirei responder a sua pergunta, mas vou lhe dar um exemplo : Mike Tyson. Se lembra?
Aquele que fez o público ir ao delírio levando seus adversários ao chão nos primeiros rounds. ¨Fera¨, ¨demolidor¨ou ¨máquina¨. Vários foram os apelidos que recebeu durante a sua carreira.
Tyson venceu várias de suas lutas de forma esplendida que fez o público ir a delírio. Anos inesquecíveis e memoráveis para quem viu.
Voltando... acho que você acertar um, dois ou três golpes seguidos sobre o oponente é formidável. O que eu estou escrevendo é como acertar pelo menos 10 vezes. De dez ataques sobre o oponente,  você acertar os dez e ainda no mesmo ¨alvo¨. E para isto acontecer, só há uma explicação: existe algum segredo ou algo formidável por trás de todo este ataque. Algo assim, me entende?
-Entendo. Estou impressionado, mestre. O senhor vai lançar quando o seu livro? Pois assim que sair nas bancas, quero adquirí-lo. - levantou-se ele pois já havia chegado a sua hora.
-Por se tratar de segredos, não vai virar livro. Se virar, deixa de ser segredo, não? Mas pode vir nas aulas que os segredos da espada estão aqui. Sério. - respondi, de coração, pois por ser jovem e com brilho nos olhos, achei que merecia uma chance para se tornar melhor.
O mundo é assim. Tem aqueles que só estão de olhos abertos e outros que, embora abertos, procuram as oportunidades...
Nos despedimos. Ele para o seu portão de embarque e eu, finalmente, pude finalizar o 109º verbete do meu Shingi Hidensho.





Mike Tyson X Michael Spinks

29-nov-2013

Presentão no Gashuku

No combate com espadas, a movimentação livre dos pés e das mãos é o fator decisivo em momentos que ir para a frente ou para trás não faz diferença.
E o treinamento constante aliado ao descobrimento de novas técnicas (leia-se opções) faz com que cheguemos mais próximos da vitória.
Acompanhe o raciocínio: Katas novos>Opções novas>Técnicas novas>Sucesso.
No Gashuku de final de ano, os presentes acabarão por descobrir técnicas novas. Tanto nas quadras como no convívio nos dois dias.
Mais do que isso. Vou dizer um segredo a todo aquele que precisa fechar o ano repleto de ensinamentos : semana que vem vou levar um ¨presentão¨de Papai Noel que só daqui a 10 anos...
Pelo seu bem e, de coração, digo a você:
-Venha. 




Presentão

27-nov-2013

Conta Corrente

A necessidade de se manter informado com tudo o que acontece a sua volta é de grande importância ao investidor ou todo aquele que se preocupa com os seus bens.
Queda ou baixa, prejuízo ou lucro, ganhar ou perder. Tudo faz parte do jogo. Algo que esta fora da alçada de nossas próprias mãos, nossas próprias espadas.
No entanto, há algo que podemos fazer: nos manter mais informados ainda.
Mas não é sobre a pauta de investimentos ou palavras fáceis de ¨gurus empresariais¨.
Um dos ¨caminhos das pedras¨ é o Momentos de Ouro, onde falo de assuntos secretos e que vão fazer a diferença para nos mantermos mais ¨informados¨.

Este Caminho das Pedras tem enriquecido (em todos os sentidos) os meus alunos por 20 anos.
Se não fosse por isto, não haveria razão de estar neste vídeo e, não a toa, tem o nome de ¨Momentos de Ouro¨.


Pense bem sobre isto.



22-nov-2013

20Anos - Yoshimochi Sensei


Sempre fui fã de Musashi Sensei.
Aos 15 já empunhava duas espadas (Nito) e aos 18 fui campeão paulistano de kendo com as duas espadas na categoria máxima.
Na época,
não com o Nito verdadeiro, mas o gyaku(invertido) Nito. Explico: no kendo, quando fui campeão, os raros praticantes de Nito (gyaku nito) seguravam a espada menor na mão direita e a espada longa era empunhada com a mão esquerda (e na ponta do cabo para ter maior alcance), formas inexistentes no verdadeiro uso das duas espadas Nito.
Além da parte técnica , Musashi Sensei viria a ser um dos meus ídolos desde a minha adolescência também pela sua forma de agir e de pensar.
Um misto de ousadia, liberdade e obstinação, ao meu ver, virtudes que deve ter um grande homem e guerreiro, eram as características de Musashi Sensei e por quem fui muito influenciado. Enfim, para mim, um mestre da vida.
Receber as palavras de seu sucessor, soke Yoshimochi Kiyoshi, após 500 anos, é como depois de 45 anos de meu treinamento, ser presenteado com uma grande dádiva:
-Meus esforcos não foram em vão. O Caminho é este! - penso sem arrependimento.
E agora, a única forma de ser útil ao meu mestre, Musashi Sensei, é perpetuar os seus ensinamentos.





As palavras de Musashi Sensei ecoam na voz de Yoshimochi Kiyoshi Soke
12º Sucessor do estilo Hyoho Niten Ichi Ryu criado por Musashi Sensei


19-nov-2013

20Anos - Demonstração 12

¨Criança tem que fazer o que gosta.¨- alguns irão torcer o nariz com esta opinião, pois acham que devemos impor a elas o que fazer.
Por exemplo na forma de lutar.
Que devemos coibir e impedir a vontade delas em sonhar e brincar no treinamento com a espada: que elas devem apenas treinar com a espada apontada ao adversário. Postura chamada Tchudan. Que não é permitido sonhar (brincar menos ainda) com outras posturas.
¨Brincar¨?!!! - aqueles mesmos torcerão o nariz e ainda estupefatos. Pois acham que o treinamento deve ser sério. Duro.
Então eu direi:
- As crianças devem brincar, sonhar e lutar. Não fazer isso vai contra a sua natureza.
Nada de competição, seriedade e dureza. Por que disto, o mundo por aí fora está cheio e um dia elas vão ter que enfrentar quando crescerem.
Duas espadas, espada menor ou Naginata (alabarda). Tanto faz. O importante é que elas crescam felizes e saudaveis, ora!




Demonstração do Kir Jovem usando duas espadas e outras posturas


18-nov-2013

20 Anos - Demonstração 11

Kusarigama.
Conhecida como a `foice e corrente´, esta arma requer habilidades manuais que vão além do cortar ou estocar. E uma delas é a pontaria.
Conta-se que mestre Shimizu Takaji, nos anos 70, mostrou o arremesso do ¨fundou¨ * para um repórter. Este, achou que o alvo estava perto demais o que tiraria o mérito do êxito.
O mestre então se afastou mais alguns metros e atirou. Mesmo assim , o repórter não se convencia.
Por fim, esticou toda a corrente até o alvo e perguntou se assim poderia ser. O repórter então, se deu por satisfeito e pediu que começasse a arremessar. Uma, duas, três e foi assim até dez vezes.
Todas elas acertaram o alvo em cheio.
O repórter pediu desculpas e não disse mais nem uma palavra...


*fundou = peso de ferro na extremidade da corrente

20 Anos - Apresentação Kusarigama - Chiarella e Brandolin



14-nov-2013

20 Anos - Demonstração 10


Tenshin Shoden Katori Shintoryu

13-nov-2013

20Anos - Demonstração 9


Está aqui uma das modalidades que se pratica no Niten e que se aplica indiretamente "e até direta" o que popularmente chamamos de "defesa pessoal": o Jitte.
Comparada a espada, é de tamanho significativamente menor, como se estivéssemos quase que de "mãos vazias", ou o "Karate".
Na realidade, apesar de ser pequeno, o Jitte, nas mãos habeis de um Samurai, pode fazer muito mais estrago do que se imagina, não sendo a toa a sua tradução de Ju (dez) e Te (mãos), ou seja, uma arma que vale por "dez mãos".
Muitas das técnicas que fiz em Volta Redonda (2009), para o quadro de seguranças da CSN (Companhia Siderurgica Nacional) foram de Jitte, para você ter idéia do que estou falando.
E ai de você, se for golpeado com um Jitte...




Apresentação de Jitte Alessandro e Drawin unidade BH





topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h