Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei


Últimas postagens:

21-out-2010

No Japão com o Sensei 14 - Corte perfeito

"93 años de sabiduría, esta es la edad actual de Sensei Gosho Motoharu, Sabado por la mañana, después del entrenamiento habitual de Niten Ichi ryu,hubo practica de tameshigiri (corte), en el patio de la casa de Sensei Gosho con mucho calor y a los rayos del sol, comienzan los preparativos para cortar, dos tambores con agua y dentro los juncos de arroz atados en paquetes,Sensei Yoshimoti traer una base de madera y apoyamos los paquetes de juncos, uno como base y otro arriba para ser cortado.
O Sensei Gosho se acerca para realizar el primer corte, toma su katana shinken y da una breve explicación sobre lo que va a pasar, levanta su espada y esta cae sobre los juncos cortandolos en forma precisa y demostrando que no se necesita de fuerza para cortar, los juncos se separan de manera uniforme, un corte perfecto me dice O Sensei.
Ahora llega la oportunidad de los demas Sensei y alumnos, uno por uno va realizando su corte, llega el turno de O Sensei, concentrado realiza el corte, los juncos se separan pero no todos.
O Sensei comenta, que en Tameshigiri, quien corta debe buscar el equilibrio entre la espada, cuerpo, mente y espiritu, todo en un solo instante, todo en un solo corte, el verdadero corte no tiene fuerza demas (CS - Kuden ###)
 Esto era los que O Sensei buscaba en su corte, esto era lo que O Sensei Gosho percibia que su querido alumno buscaba ese dia."
- Flavio Fontana (Unidade Buenos Aires)
 


93 anos de sabedoria...


...que faz o corte perfeito

 

(93 anos de sabedoria, esta é a idade precisa de Sensei Gosho Motoharu,  sábado pela manhã, depois do treinamento habitual de Niten Ichi Ryu, haveria pratica de tameshigiri (corte), no quintal da casa de Sensei Gosho com muito calor e raios de sol, começam os preparativos para cortar, baldes com os materias e tatames e suportes para se colocar as peças.
O Sensei Gosho se prepara para realizar o primeiro corte, segura a sua katana shinken* e dá uma breve explanação sobre o que vai se passar, levanta a sua espada e desce sobre as peças cortando-as de forma precisa e demonstrando que não se necessita de força para cortar, as peças se separam de maneira uniforme, um corte perfeito me disse o Sensei.
Agora chega a oportunidade dos demais, Sensei e outros alunos, um por um vai realizando o seu corte, chega a vez do Sensei, que concentrado realiza o corte, os juncos se separam, mas não totalmente.
O Sensei comenta, que no Tameshigiri, quem corta deve buscar o equilibrio entre a espada, corpo, mente e espirito, tudo num só instante, tudo em um só corte, no verdadeiro corte não se tem força demasiada e (CS - Kuden ###).
Isto é o que o Sensei buscava em seu corte, isto era o que o Sensei Gosho percebia que o seu querido aluno buscava neste dia.)

*katana shinken = Espada com corte


Japão vista 5

20-out-2010

No Japão com o Sensei 13 - Necessidade x Vicio

"Todos los dias uso la computadora para comunicarme, u otras cosas, aqui en Japon las personas estan abstraidas del mundo real,uno sube al tren,al micro,caminado por la calle o en un cafe y todos estan con sus celulares dentro de sus propios mundos,niños inmersos en juegos electronicos,los mayores tambien,sin charla,todo electronico.
O Sensei,hablo sobre como esto nos va creando un vicio,una dependencia de algo que no necesitamos,que nosotros mismo creamos,tenemos libre albedrio (eleccion propia),nostros decidimos cuanto tiempo es necesario dar a cada cosa,claro que se necesitan para trabajar,pero todo tiene un limite,y cuando el limite se cruza deja de ser una necesidad para convertirse en vicio.
Domo arigato gozaimashita Sensei por la guia." -
Flavio Fontana (Unidade Buenos Aires)


chegada e o meu ritual de se comer o sorvete de chá com doce de feijão no aeroporto de Narita


(Todos os dias uso o computador para me comunicar e outras coisas, aqui no Japão as pessoas estão abstraidas do mundo real, o que anda no trem, no ônibus, pela calcada ou em um café e todos estão com seus celulares dentro de seus próprios mundos, criancas imersas em jogos eletrônicos, as maiores também, sem dialogo, tudo eletrônico.
O Sensei me falou de como isto nos vai criando um vicio, uma dependência de algo que não necessitamos, mas que nós mesmo criamos, temos o livre arbítrio, escolha própria,de decidirmos quanto tempo é necessário darmos a cada coisa, claro que necessitamos para trabalhar, mas tudo tem um limite, e quando se ultrapassa o limite deixa de ser uma necessidade para se converter em um vicio.
Domo arigato gozaimashita Sensei pela orientação.)
 

Houveram dias em que não tinhamos internet e vi o desespero de Flavio para contatar os seus parentes ou a sua empresa.
Para piorar, venderam la na Argentina, um telefone que disseram funcionar no Japão. Já vi essa história antes. Eu mesmo já fui vitima desse "golpe".
Para encurtar: Flavio passou os primeiros dias desesperado, mas nos ultimos, mesmo sem internet, percebeu graças a este Shugyo, que isto não é o fim  do mundo.
 


Japão vista 4

19-out-2010

9º TBEK 2


Kir Jovem surpreende no 9º TBEK
 

JITTE

1° LUGAR
- AKIRA (SP/Ana Rosa)
- RIBEIRO (SP/Ana Rosa)

2° LUGAR
- BRUM (RJ)
- FERNANDA (RJ)

3º° LUGAR
- DANILO (SP/Campinas)
- DRAWIN (BH)

3º° LUGAR
- CAMILLO (R.Preto)
- GILBERTO (SJCampos)

HONRA AO MÉRITO
- TONON (BH)
KUSARIGAMA

1° LUGAR
- BISPO (SP/Ana Rosa)
- GILBERTO (SJCampos)

2° LUGAR
- MASSAO (SP/Ana Rosa)
- MITSUO (SP/Guarulhos)

3º° LUGAR
- CAMILLO (R. Preto)
- BRANDOLIN (R. Preto)

3º° LUGAR
- BRUM (RJ)
- KRYSAMON (RJ)

HONRA AO MÉRITO
- LUCAS (Sorocaba)

JOJUTSU 0 Á 7° KYU

1° LUGAR
- APOENA (SP/Ana Rosa)
- MARQUES (SP/Ana Rosa)

2° LUGAR
- MITSUO (SP/Guarulhos)
- MASSAO (SP/Ana Rosa)

3º° LUGAR
- BRUNA (SP/Ana Rosa)
- JACQUELINE (SP/Ana Rosa)

3º° LUGAR
- ESTEVÃO (SP/Ana Rosa)
- FUKUTA (SP/Ana Rosa)

HONRA AO MÉRITO
- GARDENAL (R.Preto)

JOJUTSU 6° KYU

1° LUGAR
- REZENDE (DF/Taguatinga)
- FURTADO (DF/Taguatinga)

2° LUGAR
- SARTORI (BH)
- DRAWIN (BH)

3º° LUGAR
- FERNANDA (RJ)
- UEHARA (SP/Ana Rosa)

3º° LUGAR
- HERCULANO (PR/Curitiba)
- CANSIAN (PR/Curitiba)

HONRA AO MÉRITO
- BHERING (DF Brasília)

JOJUTSU 5° KYU ACIMA

1° LUGAR
- ROCCO (PR/Curitiba)
- VARASQUIM (PR/ Curitiba)

2° LUGAR
- CAMILLO (R. Preto)
- BRANDOLIN (R. Preto)

3º° LUGAR
- DANILO (Campinas)
- LUCIANA (Santos)

3º° LUGAR
- GILBERTO (SJCampos)
- BISPO (SP/Ana Rosa)

HONRA AO MÉRITO
- HOLSCHUH (Campinas)
 

IAIJUTSU 0 Á 6° KYU

1° LUGAR
- MITSUO (SP/Guarulhos)
- MARQUES (SP/Ana Rosa)
- LAURA (SP/Ana Rosa)

2° LUGAR
- LUCAS (Sorocaba)
- MATEUS (Sorocaba)
- MAGNO (Sorocaba)

3º° LUGAR
- HERCULANO (PR/Curitiba)
- VARASQUIM (PR/ Curitiba)
- FELIPE (SJCampos)

3º° LUGAR
- OLIVEIRA (DF/ Taguatinga)
- FURTADO (DF/ Taguatinga)
- QUINTINO (Franca)

HONRA AO MÉRITO
- SANTOS (Goiânia)

IAIJUTSU 5° KYU ACIMA

1° LUGAR
- DANILO (Campinas)
- ROCCO (PR/Curitiba)
- KARINA (SP/Ana Rosa)

2° LUGAR
- WENZEL (RJ)
- VIANEZ (RJ)
- BRUM (RJ)

3º° LUGAR
- BISPO (SP/Ana Rosa)
- HORI (SP/ F. Lima)

3º° LUGAR
- SARTORI (BH)
- DRAWIN (BH)
- FONSECA (BH)

HONRA AO MÉRITO
- HORI (F.Lima)

NAGINATA

1° LUGAR
- MASSAO (SP/Ana Rosa)
- AKIRA (SP/Ana Rosa)
- MITSUO (SP/Guarulhos)

2° LUGAR
- CAMILLO (R. Preto)
- BRANDOLIN (R. Preto)

3º° LUGAR
- KENZO (RJ)
- CORTES (RJ)
- DEL RIO (RJ)

3º° LUGAR
- DANILO (Campinas)
- PATRÍCIA (Campinas)
- KARINA (SP/ F. Lima)

HONRA AO MÉRITO
- BRANDOLIN (R. Preto)

KOBUDO

1° LUGAR
- DANILO (Campinas)
- HOLSCHUH (Campinas)
- PATRÍCIA (Campinas)

2° LUGAR
- MASSAO (SP/Ana Rosa)
- AKIRA (SP/Ana Rosa)
- MITSUO (SP/Guarulhos)

3º° LUGAR
- CAMILLO (R. Preto)
- BRANDOLIN (R. Preto)

3º° LUGAR
- DEL RIO (RJ)
- KARINA (SP/ F. Lima)

HONRA AO MÉRITO
- CORTES (RJ)

KENJUTSU INICIANTE

1º LUGAR
- DUARTE (Franca)
- SAULO (Franca)

2º LUGAR
- KARINE (SP/Ana Rosa)
- LISBOA (SP/Ana Rosa)

3º LUGAR
- AZEVEDO (SP/Ana Rosa)
- SAMPAIO (SP/Ana Rosa)

3º LUGAR
- GUSTAVO (BH)
- MARIANA (Campinas)
- LEMOS (Cutitiba)

HONRA AO MÉRITO
- MARIANA (Campinas)
 

KENJUTSU INFANTO JUVENIL

1° LUGAR
- MOTTA (Franca)
- DAVID (SP/ F. Lima)
- KENZO (SP/Ana Rosa)

2° LUGAR
- BRUNA (SP/Ana Rosa)
- EMI (SP/Ana Rosa)
- ALEXANDRE (SP/Ana Rosa)

3º° LUGAR
- GARCIA (RJ)
- LUIZA (Piracicaba)
- IZABELLY (RJ)

3º° LUGAR
- FRAGELLY (RJ)
- MIGUEL (RJ)
- GABRIELLY (RJ)

HONRA AO MÉRITO
- ALEXANDRE (SP/Ana Rosa)
KENJUTSU SENIOR

1° LUGAR
- NUMA (SP/Ana Rosa)
- OSMAR (SP/Guarulhos)
- CÉSAR (SP/Guarulhos)

2° LUGAR
- DEL RIO (RJ)
- BHERING (DF/Brasília)
- FUKUTA (SP/Ana Rosa)

HONRA AO MÉRITO
- CÉSAR (SP/ Guarulhos)
KENJUTSU 0 á 6° KYU

1º LUGAR
- GARDENAL (R. Preto)
- DEL VECCHIO (R. Preto)
- RADHA (SP/ F.Lima)
-CIRO (RS/Porto Alegre)
-JEFFERSON (Piracicaba)

2º LUGAR
- MATHIAS (SP/ F. Lima)
- KIMURA (SP/Ana Rosa)
- KODAMA (SP/Tatuapé)
- UEHARA (SP/Ana Rosa)
- APOENA (SP/Ana Rosa)

3º LUGAR
- PATRICK (SP/ F. Lima)
- FUKUTA (SP/Ana Rosa)
- MELONI (SP/Ana Rosa)
- VITAL (SP/Ana Rosa)
- CASTILHO (SP/Ana Rosa)

3º LUGAR
- OLIVEIRA (DF/Taguatinga)
- FURTADO (DF/Taguatinga)
- REZENDE (DF/Taguatinga)
- SIMAS (DF/Brasília)
- CAMARA (SP/Guarulhos)

HONRA AO MÉRITO
- OSMAR (SP/Guarulhos)

KENJUTSU FEMININO

1° LUGAR
ERIKA (Piracicaba)
FAVARON (SP/ F. Lima)
MILENE (PR/ Ponta Grossa)

2° LUGAR
BRUNA (SP/Ana Rosa)
MENEGHETI (SP/Tatuapé)

3º° LUGAR
FERNANDA (RJ)
LUANDA (SP/Ana Rosa)

3º° LUGAR
KARINA (SP/ Faria Lima)
PATRÍCIA (Campinas)
YOKO (PR/Ponta Grossa)

HONRA AO MÉRITO
MILENE (PR/Ponta Grossa)
 

KENJUTSUKYU ACIMA

1° LUGAR
- BISPO (SP/Ana Rosa)
- VENTURELI (SP/ F. Lima)
- DEMBERG (SP/ F. Lima)
- HORI (SP/ F. Lima)

2° LUGAR
- WENZEL (RJ)
- GILBERTO (SJCampos)
- SILVA (Santos)
- COSTA (RJ)
- RUY (SP/Ana Rosa)

3º° LUGAR
- ESTEVÃO (SP/Ana Rosa)
- MARQUES (SP/Ana Rosa)
- RAMIRO (SP/Ana Rosa)
- MARCHESE (SP/Ana Rosa)

3º° LUGAR
- ADEVAL (BH)
- BRANDOLIN (R. Preto)
- LUCAS (Sorocaba)
- EDGAR (SP/Guarulhos)
- ALEXANDRE (SP/Guarulhos)

HONRA AO MÉRITO
- VENTURELI (SP/ F. Lima)

18-out-2010

9º TBEK 1


Clique na imagem para ampliar e ler a matéria

15-out-2010

No japão com o Sensei 13 - Treinamento das crianças

"Okagesama, tengo la oportunidad de dar clases para el Kir Joven en la Argentina, ya van casi 2 años de esto, tambien estan Gaston Tedesco y Ariel Parachin, que ayudan. Es un gran desafio para uno mismo entrenar jovenes, los primeros dias,no sabia como hacer, despues pense, O Sensei dice que lo simple es mejor, entonces recorde como O sensei da aula y mi entrenamiento al principio, asi comenzo la forma simple, mostra y dejar hacer, con las palabras justas, ni muchas, ni tan pocas, con rectitud ya que los jovenes aprenden lo que juegan...
En Japon pude ver una clase con jovenes de edades entre 5 a 12 años, todos con bogu, sus padres invirtieron en este tipo de educacion, no en videojuegos, television o futbol, invirtieron para toda la vida, seguro tiene los mismos problemas economicos que otros paises, pero cuando escucho hablar de que algo es muy caro, en verdad tendriamos que pensar que valor tiene, esto jovenes Japonese van usar los bogus para cambiar su vida, la de sus padres, las de sus maestros y las de sus compañeros, son el futuro, sus madres estaban mirando, asi como algunos padres tambien, los dos sensei daban clase para ellos, lucharon, se cansaron y tambien rieron.
O Sensei dijo, que en Brasil, allan el aula de kir joven, la forma mas dificil de dar.Ya que hay que buscar la manera de que los jovenes no se aburran, al mismo tiempo aprendan, respeten y puedan llevar nuevas guias para sus vidas.
Domo arigato gozaimashita Sensei por la experiencia." -
Flavio Fontana (Unidade Buenos Aires)

 


Eles mudam as nossas vida


(Graças a Deus tenho a oportunidade de dar aulas para o Kir Jovem na Argentina, já são quase 2 anos, também estão Gaston Tedesco e Ariel Parachin que me ajudam. É um grande desafio treinar jovens, os primeiros dias não sabia como fazer, depois pensei. O Sensei disse que o simples é melhor, então recordei como o Sensei do meu treinamento no começo, assim ele começa de uma forma simples, demonstra e nos deixa fazer, com as palavras certas, nem muitas nem tão poucas, com retidão já que os jovens aprendem pelo que julgam.
No Japão, pude ver uma aula com jovens de idades entre 5 a 12 anos, todos com Bogu*, cujos pais investiram neste tipo de educação, não em videogames, televisão ou futebol, investiram para toda a vida, é certo que tenham os mesmos problemas econômicos que os outros países, mas quando escuto falar de que algo é muito caro, na verdade teríamos que pensar que valor possuem, estes jovens japoneses vão usar os Bogus para mudar as suas vidas, a de seus pais, de seus mestres e de seus companheiros, são o futuro, suas mães estavam assistindo assim como alguns pais também, os do Sensei davam aula para eles, lutaram, se cansaram e também alegraram.
O Sensei disse que no Brasil, acha a aula de Kir Jovem a mais difícil de se conduzir. Já que tem que buscar a maneira que os jovens não se enfastiem e que ao mesmo tempo aprendam, respeitem e possam levar novas orientações para as suas vidas.
Muito obrigado Sensei pela experiência.)

 

*Bogu = Equipamentos de proteção.


Vista 3


Aproveito o dia de hoje para colocar as palavras de um aluno de Franca.

"Konnichiwá Sensei!

Gostaria de transmitir minha gratidão e parabenizá-lo por toda sua vida como Professor.
Agradecer em pensamento desde os ancestrais, que permitiram que os ensinamentos chegassem aos dias de hoje devido a cadeia de professores, formando seus aprendizes até nossos sempais que fazem de tudo para transmitirem com fidelidade a arte através da espada, os pensamentos e os sentimentos ensinados pelo Sensei.
Sem me esquecer de nossos pais e avós que são nossos primeiros formadores, faço um agradecimento especial também.
Desta forma me lembro da célebre frase de Nelson Mandela.
"A educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo
"

Arigatô gozaimashitá Sensei!"  - Ulisses (Unidade Franca - SP)


E amanhã nos encontramos no 9° Torneio Brasileiro por Equipes de Kobudo com muitas novidades e adrenalina.

14-out-2010

No japão com o Sensei 12 - Dor

"Dolor, siempre me pregunto que es, es cuando algo molesta en el cuerpo, es cuando perdemos a alguien, es parte de nostros para aprender.
A pricipios de este año perdi a mi padre, despues de 3 años de lucha a su lado y con mi madre apoyando en todo, hasta el ultimo suspiro estuvimos con mi madre a su lado, fue y es muy duro, ya que soy el unico hijo, ahora quedo al cuidado de mi madre.
En japon senti mucho dolor, no solo fisico, sino tambien interno, las charlas por la noche con O Sensei hicieron un poco de remedio para poder entender algunas cosas.O Sensei hablo sobre la relacion que tiene con sus hijos, para que pudiera entender cosas nuevas.
Mi padre tenia un gran dolor, casi insoportable, nunca se quejo o lo poco que se quejo no permitio que se viera, con una sonrisa, con una rectitud gigante, leal.Cuando fallecio, tome una desicion con respecto al dolor fisico, dar para el y su recuerdo mi esfuerzo, si siento dolor pienso cuanto sentia el y entonces me doy cuenta que mi dolor no es nada, es una traba a superar,es una ofrenda a la memoria de mi padre.
O Sensei hablo,sobre todo el camino recorrido hasta ahora, si uno no lo ve personalmente, no puede ver la magnitud de los acontecimientos, si uno no suda al lado de su Sensei, no puede hablar de sudor, si uno no experimenta el dolor de entrenar y entrenar sin parar al lado su Sensei, no puede hablar de dolor, solo al lado de O Sensei se puede aprender cosas para toda la vida, no solo de entrenamiento. "
  - Flavio Fontana (Unidade Buenos Aires)


(Dor, sempre me pergunto o que é, é quando algo nos incomoda no corpo, é quando perdemos alguém, faz parte de aprendermos.
 No início deste ano perdi o meu pai, depois de 3 anos de luta ao seu lado e com a minha mãe apoiando totalmente, até o último suspiro, estivemos eu e minha mãe a seu lado, foi e está sendo muito difícil, já que sou o único filho, que agora cuido de minha mãe.
No Japão senti muita dor, não só fisicamente, mas também internamente, as conversas pela noite com o Sensei remediaram um pouco para me entender algumas coisas. O Sensei me falou sobre a relação que tem com os seus filhos pelo que pude compreender algumas coisas novas.
Meu pai convivia com uma grande dor quase insuportável, nunca se queixou nem um pouco e nem se permitira ver, sempre se apresentava com um sorriso, uma retidão gigante, leal. Quando faleceu, tomei uma decisão a respeito da dor física, dar para ele e a sua recordação meu esforço, se sinto dor lembro o quanto ele sentia e então me dou conta  que a minha dor não é nada, é uma etapa a superar, é uma oferenda a meu pai.
O Sensei falou sobre todo o caminho percorrido até o momento, alguém que não o vê pessoalmente, não verá a magnitude dos acontecimentos, se alguém não suar ao seu lado não pode falar de seu suor, se alguém não experimenta a dor de treinar e treinar sem parar ao lado de Sensei não pode falar de dor, somente ao lado de Sensei se pode aprender coisas para toda a vida, não só de treinamento)
 


"Lembrando de meu pai no Japão"

13-out-2010

No japão com o Sensei 11 - Ensinar por lealdade

"Como enseñar?
Esta es una pregunta, dificil de contestar, estan las personas que gustan de enseñar y otras que no gustan de enseñar, a mi entender despues de varios años de vida, creo que todos estan enseñando algo, el que gusta y el que no gusta.
Aqui en Japon, acontecio que Katse Sensei, fua al hospital solo para control general, entonces el pidio a otro Sensei (alumno de Katse Sensei) para poder asistir nuestro entrenamiento.
O Sensei dice: Si usted quiere enseñar o no, eso no tiene discucion, usted tiene que decir HAI y hacer, esto es Bushido,esto es entrenamiento. Seguro algo va aprender.
Mas tarde Sensei hablo, que este Sensei tenia trabajo como maestro de clases de apoyo fuera del colegio, el postergo todo para poder venir a dar aula, sin decir nada, solo rectitud, respeto por su Sensei y por las personas que tomaron aula. Solo Lealtad.
Domo arigato gozaimashita Sensei"
- Flavio Fontana (Unidade Buenos Aires)

(Como ensinar?
Esta é uma pergunta difícil de responder, existem as pessoas que gostam de ensinar e outras que não gostam de ensinar; ao meu entender depois de vários anos de vida, acredito que todos estao ensinando algo ,  que gosta e o que não gosta.
 Aqui no Japão, aconteceu que mestre Katsuse * foi ao hospital para fazer os exames de rotina e então pediu a um outro professor (um de seus alunos) para dar assistencia ao nosso treinamento. O Sensei disse: Se você quer ensinar ou não isso não se discute, você só te que dizer HAI e fazer, isto é Bushido, isto é o treinamento. Garanto que alguma coisa vai aprender.
Mais tarde Sensei falou que este professor era também professor e dono de uma escola particular para vestibulares e deixou toda a sua atividade para vir dar a aula  sem dizer nada, somente retidão, respeito pelo seu mestre e pelas pessoas que estiveram na aula.
Somente lealdade.)

 
Este é um Café que deve ser lido com atenção.
Isto quer dizer, ao lerem isto, alunos não devem seguir cegamente o seu atual professor, monitor, coordenador ou Sensei seja la de que modalidade for.
Infelizmente há indivíduos que se aproveitam de sua posição dentro de suas organizações apenas para tirar proveito próprio. Tive casos de ex coordenadores que apenas davam ordens e não moviam um dedo para fazer as coisas ou que  mandavam seus alunos a comprarem seus relógios e objetos pessoais. Um outro que a invés de dar a aula, fazia  o treinamento para si  e outros absurdos.
Cegos guiando cegos.
Ou melhor, cegos enganando cegos.
Mas por outro lado,  existem os que tem retidão, lealdade e respeito.
Se estiver na duvida, me pergunte quem são.

*Katsuse Sensei = 16º sucessor do estilo Suiyo Ryu
 

08-out-2010

Dia da Alegria

 No próximo dia 12, comemora-se o Dia da Criança, o Dia da Alegria.
Inicialmente, há 15 anos quando fundei o Niten, não havia o curso para crianças: O KIR JOVEM.
Hoje, vejo que demorei e poderia ter iniciado antes.
Pois alegria e energia nunca são demais.
Apresento a vocês a alegria e energia aqui do Niten:














Feliz Dia das Crianças!

Sensei

07-out-2010

No Japão com o Sensei 10 - Comunicacão

"Comunicacion, forma de entendimiento entre dos partes, asi dice el significado de esta palabra.
Tengo algunos años de practica en Niten, y he visto que la comunicacion a veces no es efectiva, se debe a la diferencia de idiomas entre los paises y sus costumbres, Aqui en Japon es mas dificil, yo no hablo japones, O Sensei si habla, pero no por eso, tengo que depender de Sensei para entender el idioma, trato de comprender a las personas, esfuerzo, buena voluntad, no me atasco en mi idioma y la barrera que esto supone para la comunicacion.
O Sensei dice, resolver, no trabar, dejar fluir.
Sera que estamos haciendo esto?
Domo arigato gozaimashita Sensei por las charlas."

Flavio Fontana (Unidade Buenos Aires)


Com mestre Osato e a turma do Shindo Muso Ryu Jodo

(Comunicação, forma de entendimento entre as duas partes, assim diz o significado desta palavra.
 Tenho alguns anos de pratica no Niten, e vi que a comunicação as vezes não é efetiva devido a diferença de idiomas entre os paises e seus costumes.
 Aqui no Japão é mais difícil, eu não falo o japonês. O Sensei fala, mas não por isso, tenho que depender do Sensei para entender o idioma, mas trato de compreender as pessoas, esforço, boa vontade e não me enrolo no meu idioma e a barreira que isto supõe para a comunicação.
O Sensei diz : resolva, não trave, deixe fluir
Sera que estamos fazendo isto?
Domo arigato gozaimashita Sensei pelas dicas.)

Dekasseguis, brasileiros que vão morar no Japão em busca de empregos, sofrem muito por não se adaptarem a um novo local, um novo pais. E isto se deve principalmente ao quesito comunicação. Se já aqui não nos entendemos, imagine la.
Mas o que eu quis dizer, e Flavio captou bem, é que o idioma não é o mais importante.
Mas, sim o coração.


Vista 2: Calmaria no mar das montanhas

06-out-2010

No Japão com o Sensei 9 - O Sensei Fotógrafo

"O Sensei como fotografo, busca la foto perfecta, encuadre, luz, sombra, composicion, todos detalles importantes para una buena toma fotografica, en verdad yo dudaba un poco de O Sensei como fotografo, pero debo decir que estaba equivocado, me gustaron varias de sus fotos, tal vez O Sensei tendria que dedicarse a esto también ya que es muy bueno sacando fotos.
 Como O Sensei dice, el en su entrenamiento diario busca el Men* perfecto,al igual que en la fotografia, e so requiere de dedicacion, tiempo, esfuerzo y mucho corazon, al igual que en sus fotos, esto se ve reflejado.
Arigato gozaimahsita Sensei, por las fotos y los Men recibidos."

Flavio Fontana (Unidad Buenos Aires)

(O Sensei como fotografo, busca a foto perfeita, enquadramento, luz, sombra, composição, todos os detalhes importantes para uma boa tomada fotográfica, na verdade eu duvidava um pouco do Sensei como fotografo, mas devo dizer que estava equivocado, varias fotos suas, talvez  o Sensei teria que dedicar-se a isto tambem já que é muito bom nisso também.
 Como o Sensei disse, em seu treinamento diário ele busca o Men* perfeito, igual a uma fotografia, e isso requer dedicação, tempo, esforço e muito coração, igualmente em  suas fotos , vê-se o reflexo disto.
 Arigato gozaimashita Sensei, pelas fotos e pelos Men recebidos.)
 

*Men = golpe frontal sobre a cabeça quando se usa protetor e espada de bambu


momentos antes do embarque

Levei um Lumix DMC-FS4 da Panasonic.
Sim. Bem "simplizinha", pois não sou profissional.
Na verdade, a proposta inicial, que era a de apenas registrar o "basal" de nossa jornada acabou se estendendo para uma seção de "gravuras fotográficas".
Katsushika Hokusai,  um dos maiores artistas que o periodo Edo ( 1604- 1868) produziu, deixou-nos o seu talento registrado em suas obras. "Fuugaku Sanjurokei", ou "As 36 vistas do Monte Fuji" é uma delas, sendo consideradas hoje tesouro nacional do Japao.
Longe de chegar a ser uma obra de arte, colocarei no nosso Café uma a uma as fotos que consegui nestes dias que estive com o Flavio. Deixarei para as finais, o que eu particularmente achei ter sido um bom golpe.
Fique a vontade para dar a sua nota.
Enjoy.


Vista 1: O gigante por atrás das montanhas: Monte Fuji




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h