Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa


Últimas postagens:

16-mai-2011

10° TBIK 1 - Resultados


Victor Fugita - Vencedor do 10º Torneio Brasileiro de Kobudô


Vitória e alegria de todos que estiveram lá

 
RESULTADOS

RESULTADOS DO TROFÉU KOBUDO
1º Fugita - São Paulo
2º Patrick - Taguatinga
3º Bispo - São Paulo

KENJUTSU 3º KYU E ACIMA
1º Fugita - São Paulo
2º Mendes - Ana Rosa/SP
3º Marques - Ana Rosa/SP
3º Masao - Ana Rosa/SP
Honra ao Mérito Joel - Argentina

KENJUTSU MASCULINO 5 E 4 KYU
1º Fonseca - BH
2º Breno - Niterói
3º Stefam - RJ
3º Patrick - Taguatinga
Honra ao Mérito Meloni - SP

KENJUTSU MASCULINO – 6 KYU
1º Loures – BH
2º Tonon - BH
3º Sanzio - BH
3º Pierin - Florianópolis
Honra ao Mérito Del Vecchio - Ribeirão Preto

KENJUTSU MASCULINO – 7 KYU
1º Apoena – Ana Rosa
2º Ratto – Espírito Santo
3º Arias - Franca
3º Fukuta – Ana Rosa
Honra ao Mérito Rausch - BH

KENJUTSU MASCULINO 0 KYU
1º Ivan - BH
2º Delfino - SP
3º Fábio - BH
3º Jo – Vila Mariana
Honra ao Mérito – Duartes - Franca

KENJUTSU INICIANTE SEM BOGU
1º Gonçalves - SP
2º Glauber - BH
3º Giovani - BH
3º Stellini - Campinas
Honra ao Mérito Alves - BH

KENJUTSU FEMININO – 0 E 7 KYU
1º Karine – Ana Rosa
2º Eva - BH
3º Campos - Ribeirão Preto

KENJUTSU FEMININO – 6 KYU
1º Ana – Ana Rosa /SP
2º Simone - Sorocaba
3º Laura – BH
3º Nuria - SP


KENJUTSU FEMININO 5 KYU E ACIMA
1º Laura - SP
2º Bruna - SP
3º Camila - Brasília

KIR JOVEM – YOYONEN ATÉ 6 ANOS
1º Alexandre – Ana Rosa
2º Takemitsu – Ana rosa

KIR JOVEM IFANTIL 7 – 10 ANOS
1º Miguel - RJ
2º De Pieri - BH

KIR JOVEM IFANTO JUVENIL 11 – 14 ANOS
1º Mota - Franca
2º Víctor - BH

KENJUTSU SENIOR
1º Joel - Argentina
2º Numa - SP
3º Fukuta - SP
3º Cadu - DF
Honra ao Mérito Del Rio – Volta Redonda

IAIJUTSU – 5 KYU ACIMA
1º Fugita – ADM São Paulo
2º Danilo - Campinas
3º Kenzo - RJ
3º Massaro – Ana Rosa SP
Honra ao Mérito – Fujimura - Florianópolis

IAIJUTSU – 6 KYU
1º Fukuta – Ana Rosa/SP
2º Schues – Ana Rosa/SP
3º Kuhn - Brasilia
3º Patrick - Taguatinga
Honra ao Mérito – Ishida - SP

IAIJUTSU – 0 E 7 KYU
1º Yamashita - Campinas
2º Marques – Ana Rosa/SP
3º Ribeiro – São Paulo
3º Pierin - Florianópolis
Honra ao Mérito – Gabriela - BH

JOJUTSU 5 KYU
1º Bispo e Fugita – Ana Rosa
2º Danilo e Holschu – Campinas
3º Uehara e Patrick – Ana Rosa/Taguatinga
3º Kenzo e Cortes – Rio de Janeiro
Honra ao Mérito – Joel e Guilherme - Argentina/Campinas

JOJUTSU 6 KYU
1º Marques e Apoena – Ana Rosa
2º Ana e Fujimura – Ana Rosa/Florianópilos
3º Fukuta e Sartori – São Paulo/BH
3º Drawin e Fonseca – BH
Honra ao Mérito – Guimarâes e Merigueti – Ponta Grossa e RJ

JOJUTSU – 0 E 7 KYU
1º Estevão e Meloni - SP
2º Mitsu e Masao - Guarulhos
3º Vaz e Carbonete – Rio de Janeiro
3º Mendes e Yamashita - SP/Campinas
Honra ao Mérito – Spada e Valentina - BH

KUSARIGAMA
1º Bispo e Fugita – Ana Rosa
2º Uehara e Patrick – Ana Rosa/Taguatinga
3º Danilo e Holschu – Campinas
3º Drawin e Fonseca – BH
Honra ao Mérito – Mitsuo e Masao - Guarulhos

JITTE
1º Patrick e Mendes – DF e SP
2º Bispo e Fugita – Ana Rosa
3º Drawin e Bernardo - BH
3º Danilo e Hoslchu – Campinas
Honra ao Mérito – Apoena e Marques – Ana Rosa


NAGINATA COMBATE
1º Fugita - ADM
2º Massao - SP
3º Mitsuo - Guarulhos
3º Donegá - Ribeirão Preto
Honra ao Mérito Bispo - SP

KOBUDO COMBATE
1º Joel - Argentina
2º Mitsuo - Guarulhos
3º Drawin - BH
3º Cortes - RJ
Honra ao Mérito Camillo - Ribeirão Preto

 

12-mai-2011

Luta contra a Kodachi

"Ano passado decidi treinar a kodachi (espada curta) com afinco, ser o melhor na luta com espada curta. Em todas as minhas lutas, usava kodachi. Ficava pensando e estudando as técnicas. Mas uma dúvida me incomodava: "Não há katas de kodachi contra nitô (duas espadas)... E agora? Onde vou me basear para conseguir derrotar as duas espadas?" E não achei solução, lutava "na marra" mesmo.
Eis que, ontem de manhã, o Sensei pegou a kodachi para me ensinar. Parei por um instante e me senti invadido por felicidade: "Finalmente vou ver o Sensei lutar de kodachi!". Quando chegou minha vez de lutar, peguei as duas espadas, justamente para ver como o Sensei reagiria, como a kodachi venceria as duas espadas. Pensei que seria simples pra mim, armei o jodan nito (espada maior na mão direita ao alto) e logo pensei: "Mas está tudo aberto, até eu consigo acertar o Sensei assim..." Mas quando ataquei ... *Tsuki! (estocada no pescoço), tomei. De onde veio esse golpe?! Antes que eu pudesse reagir o Sensei já havia penetrado minha defesa e me estocado. E continuou assim, não conegui acertar o Sensei, mesmo com duas espadas. Às vezes parava e refletia sobre o que o Sensei havia feito, como são as técnicas que usou. Nestes momentos eu levava mais golpes. É assim que aprendemos, levando!
Depois de lutar com o Sensei, corri e deixei a tachi (espada maior) e pude experimentar só com a kodachi o que havia visto na luta com o Sensei. Por sorte, meu companheiro estava com duas espadas. Não consegui entender completamente o que o Sensei fez, mas me esforcei para aplicar tudo que vi de diferente entre as lutas que fazemos e a luta que fiz com o Sensei.
Foi como ver terra após muito tempo de mar. Mar, mar, mar.... "Como derrotar as duas espadas?". Agora tenho uma referência e me sinto mais confiante para lutar."

Fugita - Unidade Ana Rosa

Neste final de semana em Belo Horizonte, o Brasil assistirá ao que posso chamar de "verdadeiro embate" dos Samurais na modalidade Kenjutsu e também no Kobudo.
Os participantes escolherão suas  as armas, as posições de combate (posturas) e as estratégias preferidas .
Espadas, adagas, alabardas. Tanto faz. O que importa é a busca pelo conhecimento e o uso eficaz das estratégias adequadas a cada arma e posição.
Aquele que teima em não estudar e muito menos reconhecer a eficácia da arma de seu oponente será vencido de forma devastadora no dia de seu juizo final.

11-mai-2011

Luta contra lança

"Ontem a noite estava eu treinando na unidade Ana Rosa quando fui chamado para colocar os sunes (caneleiras) e lutar com o Sensei.
Já estava empolgado, há algum tempo não tinha a oportunidade de lutar com o Sensei, que ainda estava armado com a naginata, uma espécie de alabarda.
Eu estava com duas espadas, em gyaku nitou  e lutamos por algum tempo, uma luta difícil, como sempre é com o Sensei, mas com muito aprendizado, até o momento que em um tsuki (estocada) da naginata, abaixei o braço para defender e a ponta da arma acabou quebrando. Pensei no momento, bom, acabou a luta, agradeci o Sensei e estava pronto para sair.
 
Foi quando o Sensei virou a naginata ao contrário, utilizando o cabo da arma como uma lança e reiniciou o combate, foi completamente inesperado para mim, era uma arma nova, a qual nunca vira ninguém treinando, muito menos lutando contra. A lança era curta, parecia ter um alcance bem menor que o da naginata. Continuei com o mesmo kamae (gyaku nitou) e parti para o ataque, parecia simples desviar da ameaça da lança e entrar com os golpes da espada.
Engano meu, era uma arma diferente, não tinha nenhum conhecimento para enfrentá-la, os ataques que pensei em fazer acabaram mostrando-se ineficazes.

O Sensei, com destreza na arma, e minha falta de conhecimento sobre ela acabaram mostrando a lança como um problema maior que o da naginata, em uma série de tsukis (estocadas) que recebi.
Apanhei, apanhei,apanhei."
-  Marques (Un Ana Rosa)



"A eficácia da lança em Lobo Solitario"

Os escritos dos antigos registram que quando o samurai perdia a lâmina de sua alabarda durante o combate, esta se transformava num bastão longo (bo).
Tecnicas de bastão longo incluem as de estocada, como as de uma lança.
No caso relatado, o uso de armadura (bogu) dificultam a aplicação de técnicas do bastão longo, o que acabou se transformando num treino de lança contra a espada.
Pergunta para um bom estrategista:
- Foi melhor assim?  Ou nao?

10-mai-2011

Kenjutsu - Soete Do

07-mai-2011

Egan

Clique
Link para o Egan

05-mai-2011

Dia do Samurai com Niten Virtudes


clique para ampliar

Foi um dia agradável que começou já pela manhã.
Após o culto dominical no templo Nikkyoji ( Unidade Niten Vila Mariana), fui para Guarulhos guiado por um dos alunos de lá.
Guarulhos, a segunda maior cidade deste estado, instituiu o Dia do Samurai, motivo de minha ida em pleno domingo de Páscoa.
Qual não foi a minha surpresa, ao constatar que, apesar de ser num domingo, de Páscoa e num pais tão católico, encontraria tantos participantes.
Com muito treino, fechamos o evento com a alegria estampada e o dever cumprido: comemoramos o Dia do Samurai que deu o "pontapé" inicial do projeto Niten Virtudes.
Retornei a São Paulo na companhia do mesmo aluno.
Almoço e jantar com os familiares e parentes? Claro! Era domingo de Páscoa.
Ao findar do dia, abri um Chateau du Convent, bordeaux de Pomerade. Satisfeito por ter ganho o dia, e pelo vinho, me dei conta que foi também o meu aniversário.

Arigato a todos que fazem o meu sonho e o de jovens carentes se tornar realidade.

03-mai-2011

Jojutsu em Belo Horizonte

Outra modalidade que vai ser concorrida no 10º TBKO (Torneio Brasileiro de Kobudo), e que não deixará de ser uma boa apresentação sera o Jojutsu (ou jodo).
Técnicas criadas pelo fundador Muso Gonnosuke sensei há mais de 400 anos que, quando, dizem, após ser derrotado por Musashi sensei (Miyamoto Musashi), dedicou-se a descobrir uma técnica para vencê-lo em sua  revanche.
Treinou dias e noites com afinco.
Já exausto, foi atendido pelos deuses em um de seus sonhos. Daí originando o nome do estilo: Shindo Muso Ryu Jojutsu.
Os deuses lhe deram o sinal: para vencer Musashi sensei, seria necessário uma arma que não fosse nem mais curta nem muito mais longa que a espada de Musashi sensei.  Ou seja, não poderia ser uma tanto (faca) , nem uma yari(lança) ou uma naginata (alabarda).
Teria que ser um cajado. Um jo. Um bastão circular de 128 cm com 2.4cm de diâmetro.
Dizem que conseguiu convencer Musashi sensei com um golpe sobre o estômago em sua revanche e que os alunos aprendem nos estágios mais avançados chamados okuden.
No proximo dia 14, técnicas do "orvalho", "entrada pela direita", "lua transparente" e varias outras serão executadas e elegerem o o então "Muso Gonnosuke  de 2011."

Quem você acha que neste video tem chances de vir a ser o Muso Gonnosuke  de 2011?


02-mai-2011

Iajutsu em Belo Horizonte

O 10º TBKO (Torneio Brasileiro de Kobudo) a ser realizado nas montanhas de Minas no dia 14 deste mes, sera mais do que um torneio, alem de  comemorar o 10º Aniversário da Unidade Belo Horizonte. Sera um dia auspicioso. Um dia cheio de apresentações.
Falo hoje da modalidade Iaijutsu (ou Iaido como preferir).
Sacar com  velocidade, cortar com coragem e desembainhar com sinceridade.
Não . Não vai ser so isto.
Os participantes vão ter que estar com um bom condicionamento físico,  porque pular , gritar e vencer o seu oponente imaginário não se consegue apenas com uma "boa postura", como pregam a maioria dos "mestres".
Mais do que uma "boa postura", é necessário ter o "Shudati" no coração. 
Na mente. No espirito.
E quem o tiver estará a altura das nuvens para vencer qualquer homem entre o céu e a terra.
Veja um pouco neste video a seguir, um pouco do que eu quero dizer: 
serão varias apresentações.

Shudati? Não falte a aula, pois sera o tema dos Momentos de Ouro desta  semana.

29-abr-2011

Gashuku Shiai 2

Melhoria da arbitragem, refinamento das técnicas e superação dos limites de cada um foram alcançados em um só fim de semana.
Praticamente foi uma simulação do que vai ser o 10º Torneio Brasileiro de Kobudo (10º TBKO), a ser realizado em Belo Horizonte.
Não posso dizer sobre o nivel técnico, mas é possivel que os que estiveram no Gashuku de Shiai estarão mais bem preparados mentalmente para enfrentar o desconhecido no 10º TBKO e, quem sabe, com a ajuda dos deuses, conseguir a sua passagem para o México.

 


"superacão dos limites"



"melhoria da arbitragem"



"Monitor Kenzo do Rio de Janeiro (em pé de camisa vermelha), que ganhou a passagem para o Chile em 2009"

" Sensei, acredito que todos os alunos devem se forçar a ir pelo menos uma vez ao ano em um Gashuku. É uma oportunidade ímpar de beber direto da fonte.


"Bebendo direto da fonte"

 

As correções são rápidas e objetivas, sem tempo a perder, apenas ouvir, hai e treinar.


Correções no Jitte



Correções no Jojutsu



Correçõs na Kussarigama
 


Correções no Jitte

 

Durante o Shiai de Kenjutsu, tivemos a oportunidade de lutar com pessoas que nunca lutamos antes.
 


"Lutar com pessoas que nunca lutamos antes"












Normalmente treinamos com nossos colegas de unidade e isso acaba nos deixando acomodados, pois já conhecemos as particularidades de cada um. Na minha visão Sensei, isso nos força a treinar o espíritio vazio, com pessoas que já conhecemos a forma de lutar, ficamos pensando em tudo, pois já imaginamos a reação de cada um. Com um desconhecido, quando pensamos muito, acabamos levando.

 

Para mim, Sensei, o Gashuku acabou apenas na segunda-feira, tive mais uma vez a oportunidade de treinar em São Paulo, e nesse dia o treino das crianças me marcou muito profundamente. Acredito que elas, apesar do tamanho, aguentaram muito mais do que muito adulto.
 


É incrível ver o como elas são "livres", não há mesquinharias na cabeça delas, não interessa quem está vendo, não interessa se vão se machucar, interessa apenas fazer o que o Sensei comandou.

 

 

Voltei pela estrada tentando lembrar da minha infância e quando perdi esse sentimento. Acredito que todos os adultos perdem em algum momento da vida. Foi mais difícil do que parecia e não consegui lembrar, mas estou refletindo bastante a respeito e espero trazer um pouco de volta essa criança.
 

 

Shitshurei Shimashita Sensei, gostaria de escrever mais, porém estou em viagem ainda e com internet limitada, estou escrevendo do celular.
Domo Arigato Gozaimashita, pela atenção que o Sensei me dispensou nesses dias."


Guimaraes (Un Ponta Grossa)

 

Ainda estamos em abril e Guimarães, como eu, já vivemos intensamente neste ano: esteve no 1º Encontro de Coordenadores e Monitores em Vitoria, Shin nen kai, no Gashuku de Shiai e agora estará no 10º TBKO, onde comemoraremos os 10 anos da Unidade Niten em Belo Horizonte.
Quem sabe , não é isso o que estamos tentando reencontrar e que deixamos la atrás na nossa infância?
O viver intensamente,
como uma "crianca" ..
























O viver intensamente como uma "criança"

Tags: Evento, Gashuku,
28-abr-2011

Gashuku de Shiai 1

O Gashuku de Shiai, realizado nos dias 16 e 17 nas dependências do templo Nikkyoji, atual Unidade Vila Mariana e nas Faculdades Integradas Guarulhos vai ficar na lembrança dos que estiveram lá.
Deixo para todos alguns relatos e imagens que podem, mais que mil palavras, demonstrar o que se passou por lá:

"Participar dos eventos do Niten é sempre novo e gratificante, tenho sempre aprendido muito com o Sensei e os Sempais sempre prontos, observando e corrigindo. Sinto que o objetivo do Gashuku foi cumprido mas a meta continua porque o aprendizado não tem  fim .


"é sempre novo e gratificante"
(note a técnica com as mãos invertidas)


"o objetivo do Gashuku foi cumprido"

Acredito   que  palavras bonitas e corretas  eu  não tenho  para demonstrar  todo o  meu  agradecimento,  a  forma   que   eu  posso fazer isso é com  minha presença constante nos treinos, minha dedicação no aprendizado e garra no shiai e principalmente estar sempre próximo do Sensei.
 


"presença constante e estar proximo ao Sensei"

Iai  é o inicio o Kenjutsu é o meio e fim, o shiai é prova, a reflexão com a concentração, reagir com a espada e o corpo fundidos a cada reaçao.....Ki


"Iai é o início..."


"o Kenjutsu é o meio e fim..."


"o Shiai é a prova..."

Não posso  esquecer  da  minha  lição de casa , finalização do corte com tensão sem "quebrar"  a mão, movimento, precisão........ Ki.
Fusari - Unidade Campinas


"finalizaçao do corte sem quebrar a mão"


"Ki"




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h