Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei Jorge Kishikawa


Últimas postagens:

18-mai-2009

Compaixão

No dia 14 deste mês escrevi sobre a Espada que dá a vida (14mai - A Espada que Dá a Vida).
Aproveito para trazer a lembrança o que escrevi na pág.104, do Shin Hagakure

"O Samurai deve ter compaixão pelos mais fracos.
Uma das virtudes do samurai, o Jin, ou Nin, é o sentimento de compartilhar a dor com o perdedor e o mais fraco.
Sentir a dor do outro. Atitudes como fazer o "V da vitória" e pular no tatame não condizem com o ensinamento do Bushidô e do Budô.
"

São necessários anos de treinamento e décadas de vivência para sentir a dor do outro.
Enquanto isto não chega, continuaremos levando o leite para as crianças desnutridas.

15-mai-2009

Grandes Mestres - matéria Nikkey Shimbun

Matéria de hoje no Nikkey Shimbun:
 

INSTITUTO CULTURAL NITEN E UNIVERSIDADE KOKUSHIKAN
INTERCÂMBIO INTENSO DE KOBUDÔ


Após as comemorações do Dia do Samurai em 24 de abril, a comitiva de kendo da Universidade Kokushikan Tsurukawa, liderada pelo técnico Kinji Baba (64 anos, 7° dan kyoshi de kendo) percorreu junto com o presidente do Instituto as cidades de Brasilia, Buenos Aires e o Rio de Janeiro.


O grupo de kendo e os alunos do Instituto treinam na praia do Botafogo
Realizaram nestas cidades treinamentos e torneios de confraternização. Midori Saito, representante pelo Instituto, revelou os acontecimentos.
A comitiva realizou nas cidades por onde passou, treinamentos de kendo kata, iajutsu e com bogu (equipamentos de proteção). Após isto, seguiram-se torneios de confraternização entre kendo e kenjutsu utilizando alabardas, espadas de bambu maiores e espadas menores.
Em São Paulo e Brasília a vitória foi exclusiva dos japoneses, mas em Buenos Aires e no Rio de Janeiro prevaleceu a vitória dos brasileiros principalmente nas lutas finais.
Bem como foi realizado um torneio ao ar livre na praia de Botafogo. O técnico Baba e o presidente Kishikawa costumam realizar treinamentos ao ar livre (na natureza). Apesar disso, o grupo de kendo sentiu dificuldades de combater na areia .

O evento contou com a participação de pelo menos 250 alunos do Instituto, provenientes dos lugares mais longínquos como Fortaleza, Manaus e Porto Alegre. Foi uma oportunidade em que os alunos brasileiros aprenderam a forma de organização dos japoneses, e estes o respeito e disciplina dos brasileiros, nas palavras dela.
Tendo em vista que o presidente Kishikawa enfatiza o respeito e a disciplina, além da parte técnica, em muitas ocasiões o que se percebeu foi o técnico Baba orientando seus alunos a se espelharem nas ações e comportamentos dos alunos do Instituto.

Além de ser a primeira vez que os universitários de kendo viram o kobudô, nutriram grande interesse também pelas armas praticadas no Instituto.
O técnico Baba, que veio pela segunda vez ao Brasil disse:
"É maravilhoso ver aqui, desta vez, muitas crianças fazendo parte do treinamento".
Com este evento, formalizou-se a partir de então, os ensinos de kendo kata no Instituto.

Segundo Midori, "mesmo havendo a barreira da língua, pudemos nos comunicar bem e sem problemas".
A comitiva, após a turnê de duas semanas, retornou ao Japão no dia 04 de deste mês.
O intercâmbio entre a Universidade Kokushikan e o Instituto Cultural Niten pode ser visualizados no site www.niten.org.br

14-mai-2009

A Espada que dá a Vida

No Café de ontem, deixei o link Kendo / Kenjutsu em que se observa nas últimas linhas:

"Trabalho social
O Instituto Niten transmite a espada que trás a vida, indo além do dojo e contribuindo para tornar o mundo um lugar mais justo.
Ao longo dos anos, o Instituto contribuiu com diversos programas sociais e ajudou diversas associações, dentre o qual se destacam:

  • Programa Fome Zero
  • Programa de combate à desnutrição em Fortaleza (IPRED)
  • Doações à Cruz Vermelha internacional
  • Projeto Pequeno Cidadão
  • Casa de tratamento de Hanseníase de Betim"

A razão de o Niten estar a frente nos projetos sociais é simples: bushido.
Exercitar a compaixão.
É dever do samurai ajudar os mais fracos.
Sei que não poderei salvar o mundo.
Mas por onde passarmos, a nossa Espada será a que dá a Vida.


Sensei doando leite às crianças em Fortaleza (IPREDE)

13-mai-2009

Imenso é o oceano

O intercâmbio cultural e técnico ocorrido neste mês (08mai - Dia do Samurai e Universidade Kokushikan) aqui no Niten, demonstrou que a tradição guerreira dos samurais está arraigada fortemente aqui no Niten, segundo as próprias palavras de mestre Baba e as impressões dos universitários da universidade Kokushikan.

No âmbito cultural, os colegas no Rio de janeiro próximos a mim, puderam observar que mestre Baba frequentemente pedia a atenção de seus alunos para se espelharem nos nossos quesitos de disciplina, atenção e presteza.

No técnico, o interesse dos japoneses (que só praticam o kendo) pelo Kobudô era tão surpreendente que enxurradas de perguntas seguidas de espanto e admiração eram evidentes, pois nenhum deles conhecia o Kobudô.

Analiso com satisfação o resultado.
Estes jovens saíram do arquipélago para o mundo.
E viram o quão imenso é o oceano.
 

Para compreender melhor o que é o combate de Kenjutsu, sugiro que leia a matéria em nosso site: Kendo/Kenjutsu

12-mai-2009

Dia do Samurai e Universidade Kokushikan3

As apresentações tiveram duração de duas horas e meia, entre vários o Niten Ichi Ryu Kenjutsu, Kendo Kata, Jojutsu e outros, realizados pelos universitários da Universidade Kokushikan e os alunos do Instituto. A última apresentação ficou por conta do sr Baba e os universitários da Universidade Kokushikan arrancando aplausos da platéia.

Colocando os seus sentimentos em relação a esta primeira experiência no Brasil, o universitário Nohara Satoshi, de 22 anos, proveniente da província de Kanagawa diz:
"É diferente do Kendo, pois não se apega a forma. Aprendi muito com esta nova visão".

A estudante Hara Megumi, de 19 anos, e proveniente da província de Shimane descreveu a diferença com o Japão com as seguintes palavras:
"No Niten, diferente do kendo esporte, existem várias técnicas que surgiram a partir do kenjutsu e do kobudô. Estas técnicas não são muito conhecidas lá no Japão, mas é aí que está a essência do combate que era executado pelos samurais".

Seguindo a programação, a comitiva Kokushikan seguirá, depois de São Paulo, rumo a Brasília, Buenos Aires e ao Rio de Janeiro.












11-mai-2009

Dia do Samurai e Universidade Kokushikan2

Seguindo a matéria de sexta (08mai - Dia do Samurai e Universidade Kokushikan1)
 

O técnico de kendo da universidade Kokushikan iniciou o seu treinamento aos três anos e colecionou diversos títulos em campeonatos ao longo de sua carreira no Japão, e posteriormente passou a direcionar os seus estudos para buscar a verdade do Kobudô em detrimento ao Kendo esporte.

A amizade entre o sr Baba e sr Kishikawa perdurou por mais de 15 anos. Naquela época, o sr Kishikawa, que enfrentava dificuldades na obtenção de bogu(armaduras de treino), em conversa com o sr Baba, conseguiu que este doasse os que já não estavam mais em uso nos colégios, o que aprofundou os laços de amizade que já existiam.

Também desta vez, o sr Kishikawa convidou o sr Baba ao Brasil. É a segunda vez que o sr. Baba vem ao Brasil, desde 2003.
"Vejo que no Niten, as tradições do Japão estão mais bem transmitidas que no próprio Japão" - diz o sr Baba.

continua amanhã


Clique para ampliar a matéria



Baba Sensei e Sensei Jorge Kishikawa
durante as comemorações do Dia do Samurai 2009

08-mai-2009

Dia do Samurai e Universidade Kokushikan1

Como vão todos?
Retorno hoje, não tão cansado, depois de percorrer as 4 cidades (SP, Brasília, Buenos Aires e Rio de Janeiro) em companhia do mestre Baba e sua comitiva da Universidade Kokushikan.
Asseguro-lhe que o Niten acaba de dar mais um passo rumo ao aprimoramento.
Em tempo, coloco aqui a matéria do jornal Nikkey Shimbun sobre o Dia do Samurai.
 

Instituto Niten
"INTERCAMBIO DE KOBUDÔ NO DIA DO SAMURAI"
VIERAM 15 KENDOCAS DA UNIVERSIDADE KOKUSHIKAN


Alunos do Insituto Niten fazem a performance do Kobudô
No dia 24 de abril, no Dia do Samurai, o Instituto Niten (presidente Jorge Kishikawa) recebeu a comitiva de Kendo da Universidade Kokushikan de Tsurukawa. A comitiva foi representada pelo técnico Kinji Baba (64 anos, 7° dan kyoshi de kendo e professor da referida universidade) e mais 15 integrantes que realizaram demonstrações e intercâmbios de Kobudô e Kendo nas dependências da Associação Hokkaido de Cultura e Assistência.

O Dia do Samurai foi instituído na data de aniversário do sr. Kishikawa há cinco anos pela Câmara de Vereadores de São Paulo em razão dos seus esforços em difundir a tradição guerreira dos samurais - o Kobudô. Também foi instituído nos Estados do Paraná e Amazonas.

O sr. Kishikawa, shihan (mestre) da 10a geração do estilo Hyoho Niten Ichi Ryu, fundado pelo samurai estrategista Miyamoto Musashi, possui um histórico no Kendo de há mais de 40 anos. E já são 28 anos desde que ingressou no Kobudô. Iniciou as atividades do Instituto Niten em 1993 e atualmente leciona a mais de 600 alunos no Brasil.
Nas palavras do sr. Kishikawa:
- "O meu desejo é transmitir o Bushidô que possa ser aplicado nos dias de hoje. Para a geração de hoje. E me daria por satisfeito se melhorar o potencial humano de cada um de nossos alunos".


continua na segunda-feira

07-mai-2009

Grandes Mestres - Brasília

 

Da esquerda para a direita: Ouchi Sensei, Baba Sensei, Sensei Jorge Kishikawa e Senpai Ricardo Lopes

06-mai-2009

Grandes Mestres - Buenos Aires



No Caminito

05-mai-2009

Grandes Mestres - Cavaleiros

Grandes Mestres 2009 no Rio de Janeiro
em primeiro plano: mestre Baba, mestre Ouchi e o Sensei




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h