Ir para o Conteúdo
imgcentral

Café com o Sensei

Pensamentos e comentários do Sensei


Últimas postagens:

19-jun-2008

Medalha do Centenário

Sensei recebe Homenagem do Presidente Lula
Sensei é parabenizado pelo Presidente Lula em homenagem no Palácio do Planalto

18-jun-2008

Príncipe Naruhito

Alguns dias ficam para sempre em nossas vidas.
O primeiro dia na escola,
assim como o último;
o primeiro beijo;
bem como o primeiro fora;
a primeira vez...;
a aprovação no vestibular;
o primeiro emprego;
bem como o primeiro "pé na bunda";
o primeiro filho
E por aí vai...

Hoje, vivo este dia.
Ver a sua alteza ou conhecê-lo são situações quase que inimagináveis para um japonês.
E é por isto que para mim, japonês e descendente da terra de Yamato é um dia mais que especial. Um dia, vamos dizer, "sagrado", aqui no Palácio do Planalto.
Conhecer Kotaishidenka* pessoalmente e ser homenageado em sua frente pela maior autoridade deste país? Só pode ser coisa dos deuses.
Na condição de um humilde súdito, eu diria:
- Só pode ser um sonho!
É coisa do além,
É coisa do Niten.

Arigato a todos os deuses, semideuses
e mortais.

Principe Naruhito
 
*kotaishidenka = Príncipe Naruhito, herdeiro do trono japonês

17-jun-2008

Nihonjin ou gaijin?

Estive em um restaurante japonês neste fim de semana, pois já havia algum tempo não colocava um sushi na minha boca.
A dona do restaurante me abordou e comentou que naquele dia apareci na TV. Devia ser a série do SPTV em comemoração ao Centenário na qual fui o personagem do dia.
Curiosamente, me disse que ao ver a matéria, no Niten tinha só "gaijin"*.
Curiosamente, porque no meu inconsciente, tinha a impressão que isto não era a verdade.
É certo que o Instituto Cultural Niten, conhecido como Niten, nos primórdios de sua fundação, há 15 anos, agregava pessoas que procuravam por um treinamento espiritual em busca de sabedoria e filosofia, em contrapartida àqueles que buscavam apenas uma "faixa preta" ou troféis de campeonatos. Este público, na época, consistia de adultos divididos em ex praticantes de artes marciais e outros que nunca praticaram, mas que nutriam interesse pela cultura japonesa. Ambos tinham interesse na filosofia samurai.
Ou seja, 100% "gaijin". Nenhum "nihonjin".
Fiquei indignado e fui conferir outras matérias recentes que saíram na TV, como a que está na home do Niten (www.niten.org.br) e qual não foi a minha surpresa ao constatar que eu realmente estava certo:
Hoje, às vias de comemorarmos o Centenário da Imigração, 15 anos se passaram e muita coisa mudou. Hoje, nas unidades de São Paulo, por exemplo, têm-se uma média de 30 a 40% de descendentes de japoneses no quadro de nossos alunos!
A explicação é simples, meu caro(a):
Mesmo sem saber, carregam uma característica que, arrisco a dizer, é muito forte no povo japonês: a de buscar as suas origens.

 
 
*gaijin = gai(exterior, fora); jin(pessoa) *nihonjin =nihon(Japão); jin(pessoa)

16-jun-2008

Guerra Vencida

Por fim, com o Grito do Samurai no ano do Centenário, o ki*, a energia do espírito guerreiro emanou por todo o solo brasileiro indo até a Argentina.
Certamente este fluído ecoará por todas as gerações posteriores...
Guerra vencida.

 
*ki= energia

13-jun-2008

Os 3 gritos

O grito pode ocorrer em três momentos diferentes da luta e varia de acordo com a situação: antes, durante e depois.
O Niten, em comemoração ao Centenário da Imigração Japonesa, celebrou uma série de eventos (quatro) intitulada Centenário da Chegada do Espírito Samurai ao Brasil, na qual cada evento fechou-se com um Grito.
O Espirito Samurai chegou com os primeiros imigrantes, pois a maior parte deles já haviam nascido mesmo no período feudal (Período Edo) ou eram descendentes diretos.

PRIMEIRO, o Grito do Antes, foi realizado no porto de Santos, em fevereiro, no qual os nossos alunos desceram com traje samurai simbolizando a chegada dos imigrantes no Kasato Maru imbuídos do Espírito Samurai.
Chegaram
e gritaram:
- Viemos para vencer!

SEGUNDO, o Grito do Durante, foi realizado no Memorial do Imigrante, quando de trem subiram a Serra do Mar e na primeira noite já começaram a luta com saudade da terra e do misoshiru*.
Também em Ribeirão Preto, para onde foram os primeiros imigrantes, comemoramos o Grito, no Museu do Cafe.

E para fechar esta série de eventos do Centenário da Chegada do Espírito Samurai ao Brasil, o Niten fez o evento do domingo - oTERCEIRO, o Grito do Depois.
O Grito do Samurai
Foi a batalha de Sekigahara, realizada no parque Villa Lobos, em São Paulo. Simbolizou a vinda dos imigrantes, que já parcialmente inseridos nos seios da sociedade brasileira, saíram das fazendas do café para aqui se instalarem como comerciantes, doutores, empresários e politicos de influência nacional.
Depois de 100 anos de luta gritamos:
-Vencemos!!!

 
*misoshiro: sopa de missô, comida típica japonesa

12-jun-2008

Público que grita

Os antigos diziam que o grito era uma forma de se impor sobre seus adversários seja no combate individual, seja nas batalhas envolvendo multidões.
Gritavam contra as ondas, contra o fogo, contra o vento...
O Grito Samurai, realizado no domingo, foi uma oportunidade inédita, como num filme épico em que os samurais estão vivos.

Até o público se emocionou, ao gritar em uníssono com os samurais.
-Yaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!
-Niteeeeeeeeeeeeeeeeeeeen!!!!

Confira

 

11-jun-2008

7° Torneio e Grito Samurai

Hoje divido com você o relato do aluno Nosaki, de Piracicaba:

"Neste dia 7 de junho de 2008 tivemos o 7°Torneio Brasileiro Individual de Kobudô.

Confesso que estava um pouco nervoso, mas estava feliz por poder participar deste torneio, onde pude encontrar novamente os samurais do Brasil e pela primeira vez os da Argentina!
A novidade deste torneio foi a participação do filho de três anos do Sensei, quando o vi de bogu e segurando a shinai, fiquei muito admirado e pensei: “Nossa, apenas três anos e já está em combate. Quando crescer vai ser um guerreiro e tanto! Gostaria eu de ter iniciado tão cedo.”

Enquanto aguardava a minha vez, pude observar os competidores de Iaijutsu e Jojutsu, que tiveram ótima performance e bastante kiai.
Os combates foram muito empolgantes! Na categoria 6° kyu, na qual me incluo, senti a força dos samurais e também tive a oportunidade de mostrar a eles a força da Unidade Piracicaba. Conquistei o 3° lugar! Foi muito emocionante! Minha primeira medalha no Niten!
Também pude torcer para a Senpai Érika, coordenadora da Unidade Piracicaba e ver ela conquistar o terceiro lugar em sua categoria! Omedeto Senpai!
As lutas de 3° kyu e acima (a categoria mais esperada) mostraram toda a técnica dos “Samurais mais antigos do Niten”, como o Senpai Ariel dizia no torneio, e moveu todos os espectadores, muita torcida e muita garra!

No domingo fomos até o parque Villa Lobos para o evento Grito Samurai!
Tivemos Yoroi, cavalaria, perfilamos como se estivéssemos em guerra e os Samurais do Niten do Brasil inteiro e da Argentina soltaram um kiai para que todos pudessem ouvir e comemorar o centenário da imigração japonesa.
Este evento também coloca o Niten mais uma vez na história da comunidade brasileira!
Ao ver os cavalos, os Senpais Cortes e Patrícia de Yoroi, senti uma emoção tremenda, parecia que o espírito samurai estava fervendo dentro de mim, pronto para explodir a qualquer hora! Quando nos enfileiramos e olhei para o lado e vi todos aqueles samurais e as bandeiras, me senti numa guerra igual à do filme O Último Samurai! 
Após o comando de narabe do Senpai Wenzel, o kiai que foi emitido por todos nós foi de arrepiar, todo juntos gritando “Niten!”, e o grito se repetia mais e mais, como as ondas que quebram na praia sem parar, como os trovões de uma tempestade!

Arigatou gozaimashita Sensei por nos propiciar todos esses momentos e lições de vida! Arigatou gozaimashita Senpais e Kohais por me ajudarem a crescer!"

10-jun-2008

Grito Samurai 3



09-jun-2008

Grito Samurai 2




Quem viu , viu
E quem não viu?
Só daqui a 100 anos. 



Nota do Editor: Não deixem de conferir a reportagem veiculada na Home do site: www.niten.org.br

06-jun-2008

Casa da Fazenda do Morumbi e Parque Villa Lobos

1) Casa da Fazenda do Morumbi

Ao lado de personalidades ilustres, tive a honra de ser homenageado pela Academia Brasileira de Arte, Cultura e História. Foi ontem, na Casa da Fazenda do Morumbi, na vernissage da Exposição - Japão no Coração (Homenagem ao Centenário da Imigração Japonesa).
Os homenageados: Alice Takeda (artista plástica), Mabe (pintor mundialmente famoso que dispensa comentários), Tomie Ohtake (artista plástica que também dispensa comentários), Yugo Mabe (filho de Mabe), Yukio Suzuki ( artista plástico) e Yutaka Toyota (pintor).
Para abrilhantar o evento, foram convidados os artistas: Maurício de Sousa, Osmar Santos, Kimi Nii e Jiselda Oliveira.
Arigato a todos que estiveram comigo ao longo do tempo, pois com certeza, o mérito é de todos vocês.


Sensei, o diretor Michel Chelala, a coordenadora Wânia Rodrigues e samurais antigos e modernos.


2)Parque Villa Lobos

Estão falando por aí que centenas de samurais vão invadir o Parque Villa Lobos neste domingo, às dez e meia da manhã.
Vai ser o grito de guerra como jamais visto em nenhuma outra parte do planeta.
Coisas do além. Coisas do Niten.
A próxima? Só se você estiver vivo:
daqui a 100 anos.


Domingo, esta vista vai estar cheia de Samurais
 




topo

(+55 11) 5539-3587 seg-sex 9h-18h
(+55 11) 99734-6497 seg-dom 9h-22h